10.25.2014

FLUSÃO FAZ 51 PONTOS : UMA BOA IDEIA (G4)

Fred marca no fim e dá a vitória ao Fluminense sobre Atlético-PR

Após triunfo, Tricolor seca rivais para voltar ao G-4

O Dia
Rio - Em uma partida pra lá de equilibrada, o Fluminense venceu neste sábado o Altlético-PR por 2 a 1 no Maracanã. Com inúmeras chances desperdiçadas, as duas equipes pressionavam a todo tempo, tornando a partida eletrizante. Porém, o Tricolor levou a melhor com o gol de Fred no segundo tempo. Com a vitória, o Flu voltou ao G-4, mas precisará secar os rivais que jogarão mais tarde.
Fluminense levou susto no fim, mas venceu o Atlético-PR
Foto:  Alexandre Brum
Somando 51 pontos, a equipe carioca ocupa no momento a 4° colocação do Campeonato Brasileiro, já que aguardará os resultados dos adversários na luta pelo G-4. O Tricolor seca Atlético-MG, Grêmio e Internacional. Já o Furacão assume a 10° posição na tabela, com 40.
O Tricolor encara no próximo sábado o Goiás, às 19h30, no Serra Dourada. E o Furacão jogará contra o Atlético-MG, domingo, às 19h30, na Arena da Baixada.
O jogo
A partida começou lá e cá no Maraca, com ambos chegando com facilidade à área adversária. Porém, sem sucesso. Aos 10 minutos, Fred dominou e tentou uma bicicleta, mas a bola não teve endereço certo. Logo após, o primeiro susto para Cavalieri: Delatorre cabeceou à queima-roupa, mas o goleiro tricolor estava atento e mandou para escanteio.
O jogo era eletrizante. Atlético-PR assustava de um lado e o Fluminense mostrava perigo do outro. Aos 18, foi a vez de o goleiro atleticano levar um susto: Fred novamente estava lá para cabecear, mas o camisa 1 defendeu.
Aos 24, mais uma grande oportunidade do Flu. Após cruzamento, Edson cabeceou e Weverton, novamente, fez boa defesa. No escanteio a bola sobrou para o zagueiro Guilherme Mattis que chutou mal, mandando para fora.
Conca mandou um foguete aos 32, mas a bola passou longe. O Fluminense desperdiçava muitas chances na primeira etapa. Minutos depois, Wagner arriscou com perigo, também sem sucesso. Nos minutos finais, Natanael ficou cara a cara com Cavalieri que, mais uma vez, fez bela defesa. Tudo permaneceu igual no primeiro tempo.
Após perder inúmeras oportunidades, o Flu voltou para o segundo tempo em busca do tão esperado gol. Logo aos 2 minutos, Carlinhos, que havia acabado de entrar no lugar de Chiquinho, cruzou para Wagner cabecear e balançar a rede. 1 a 0 Fluzão.
O jogo continuava equilibrado. Aos 8, Jean salvou em cima da linha a cabeçada de William Rocha, que por pouco não empatou para o Furacão. A partida se tornava emocionante, com o Atlético em busca do empate e o Tricolor tentando ampliar a vantagem.
O Furacão cresceu na partida e arriscava como podia. Nos acréscimos, acabou empatando, para desespero da torcida tricolor, com Cleberson. Mas, um minuto depois, Fred surgiu para salvar o Fluminense. O artilheiro da equipe carioca balançou a rede, sacramentando a vitória. Festa no Maraca, 2 a 1 para o Fluzão.
FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2X1 ATLÉTICO-PR
Estádio: Maracanã Público e renda: 18.845 pagantes / 22.537 presentes / R$ 491.475,00 Árbitro: Marielson Alves da Silva Gols: Wagner (Fluminense, aos 2' do 2T), Fred (nos acréscimos); Cleberson (Atlético-PR nos acréscimos) Cartão amarelo: Wagner (Fluminense); Cleberson (Atlético-PR) Cartão vermelho: -
FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Jean, Guilherme Mattis, Marlon (Elivélton aos 401 do 1T) e Chiquinho (Carlinhos, no intervalo); Valência (Bruno, aos 20' do 2T), Edson, Wagner e Conca; Walter e Fred; Técnico: Cristóvão Borges.
ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton (MÁrio Sérgio, aos 22' do 2T), Cleberson, Wiliam Rocha, Natanael; Deivid, Paulinho Dias, Bady (Nathan, aos 26 do 2T), Marcos Guilherme; Marcelo e Dellatorre (Douglas Coutinho, aos 19' do 2T); Técnico: Claudinei Oliveira

Programa do PSDB: 'Meu Banho, Minha Vida'

io - O debate presidencial na noite desta sexta-feira gerou memes e piadas nas redes sociais. O internauta até lamentou a ausência do ex-candidato presidencial Eduardo Jorge (PV) no debate: sem ele, os memes perderam seu personagem principal nas redes sociais. Mesmo assim, o Twitter e o Facebook não decepcionaram.
Último debate na televisão tem mais propostas e menos bate-boca
Além de William Bonner, foram lembrados Inês Brasil, Corpo (do He-Man) e Geraldo Alckmin (PSDB), o governador paulista reeleito ironizado por Dilma Rousseff (PT). No debate desta sexta-feira, a presidente se referiu à crise hídrica no Estado como 'Meu Banho, Minha Vida', uma paródia ao programa federal Minha Casa, Minha Vida.


Dilma ironizou o PSDB pela crise de água em SP, Estado governado por Geraldo Alckmin: "Meu banho, minha vida"
Foto:  Reprodução Internet
No Twitter, até Inês Brasil apareceu no debate
Foto:  Reprodução Internet
'Para tudo'! Gesto de William Bonner foi comparado ao do apresentador João Kleber
Eu não posso deixar o nosso Aécio de  saia justa
Entre as piadas, ficou decidido que o mineiro que vencesse o debate levaria para casa um feijoada completa Dilma: "Não sabe nada, inocente"
Foto:  Reprodução Internet

10.24.2014

Dubai cria incentivos para 'turbinar' turismo de cirurgia plástica

Emirado criou visto especial e lançou campanha pró-turismo estético.
Cirurgião brasileiro se mudou para lá para investir no mercado estético.

Da Associated Press
O cirurgião italiano Roberto Viel faz um tratamento na cliente, também italiana, Irina Tzoneva, em Dubai (Foto: Kamran Jebreili/AP) 
O cirurgião italiano Roberto Viel faz um tratamento na cliente, também italiana, Irina Tzoneva, em Dubai (Foto: Kamran Jebreili/AP)
Conhecida por sua celebração do glamour e do luxo, Dubai quer agora dominar o mercado de cirurgia plástica do Oriente Médio e atrair meio milhão de turistas médicos em seis anos.
Inglesa se submete a procedimento estético em Dubai (Foto: Kamran Jebreili/AP)Inglesa se submete a procedimento estético
em Dubai (Foto: Kamran Jebreili/AP)
Após investir em infraestrutura médica nos últimos anos, o emirado passou a oferecer vistos de três meses renováveis para turistas médicos e seus acompanhantes e lançou uma campanha para se tornar conhecido como o principal destino do Oriente Médico para bem estar e cirurgia plástica.
O plano é atrair 20 milhões de turistas até 2020 -- meio milhão deles, turistas médicos que renderiam 2,6 bilhões de dirhams (R$ 1,77 bilhões) ao país. A Associação de Saúde de Dubai afirma que cerca de 120 mil turistas médicos foram à região no ano passado, gerando um lucro de cerca de US$ 200 milhões (cerca de R$ 500 mil) – um aumento de 12% em relação ao ano anterior.
Globalmente, o turismo médico é um grande negócio, que, segundo estimativas, gera entre US$ 50 bilhões (R$ 125 bilhões) e US$ 60 bilhões (R$ 150 bilhões) por ano e deve crescer para US$ 100 bilhões anuais na próxima década.
Cirurgião brasileiro
O cirurgião plástico brasileiro Luiz Toledo, que saiu do Brasil em 2006 para atender em Dubai (Foto: Kamran Jebreili/AP)O cirurgião plástico brasileiro Luiz Toledo, que saiu do Brasil em 2006 para atender em Dubai (Foto: Kamran Jebreili/AP)

Para aproveitar a demanda do Golfo por procedimentos cosméticos, o médico brasileiro Luiz Toledo, um dos mais famosos cirurgiões plásticos para procedimentos de lipossucção e “lifting do bumbum brasileiro”, fechou seu consultório no Brasil e se mudou para Dubai em 2006 porque vislumbrou menos competição e mais oportunidades para manter a qualidade alta -- e os preços também.
No ano passado, ele atendeu pacientes de 73 países. Seu consultório novo tem uma ala privativa para os clientes mais VIP. “Se você pensar, 20 anos atrás ninguém no mundo tinha ouvido falar de Dubai. E hoje não há uma pessoa no mundo que não tenha ouvido falar daqui”, diz Toledo.
Toledo diz que, enquanto nos EUA há 20 cirurgiões plásticos para cada 1 milhão de habitantes, em Dubai há 52 por milhão. A Sociedade de Cirurgia Plástica dos Emirados afirma que o número de membros mais que dobrou nos últimos oito anos.
Vasilica Baltateanu, que iniciou a primeira consultoria em cirurgia plástica nos Emirados Árabes Unidos, disse que o glamour de Dubai está atraindo turistas interessados em relaxar nos spas e fazer procedimentos estéticos. "Eles não vão mais a Beirute, como antes, porque Dubai é muito mais seguro”, diz. “Temos aqui os melhores restaurantes, os melhores hotéis. Então você faz um cirurgia e ao mesmo tempo pode ter umas férias agradáveis”,

Manifestação tucana: “Minhas filhas são loiras. Elas não votam na Dilma”

Belo argumento para não votar na Dilma..




No dia 22 de outubro de 2014, em São Paulo, no Largo da Batata, a campanha de Aécio Neves promoveu uma manifestação de apoio à sua candidatura presidencial.
Leitor que prefere não se identificar passou pelo local e assistiu a uma cena triste, mas indicativa do clima de ódio e preconceito que tomou parcela do povo paulistano.
O senhor “distinto”, cabelos brancos, meia idade, para seu carrão importado junto aos manifestantes que já vinham chegando. Junto com ele, descem três moças muito brancas e loiras.
Segundo relato do leitor, as pessoas que ali estavam pareciam conhecer o homem e as moças loiras. Em meio aos cumprimentos, o homem deu uma declaração patética e revoltante:
“Olhem minhas filhas. São lindas e loiras. Vocês acham que elas votam na Dilma”?
O vídeo abaixo é resposta de uma filha linda e loira ao eleitor de Aécio. Trata-se da filha deste blogueiro, Gabriela. À diferença daquelas moças, não foi criada por um idiota.

Reproduzir o vídeo 
 

Loiras também votam em Dilma

Notícias curiosas

  • A atriz Ana Karolina Lanes interpretou a fofa Agatha da novela Avenida Brasil. Após o fim da novela a menina que estava uns quilos acima do...
  • Um caso muito interesante com um jovem que ao desconfiar da sua mulher bolou um plano de ver se realmente ela estava traindo ele com outra p...
  • Um rapaz chamado sandlin resolveu  explorar a ciência da tatuagem , depois de conseguir  permissão para poder filmar uma pessoa sendo tatua...
  • Uma criança de dois anos acordou, sentou no caixão e bebeu um copo de água durante seu próprio velório no sábado, em Belém, segundo parentes...
  • Um pesquisa feita na internet , resolvemos   mostrar abaixo  5  alimentos que você com certeza nunca comeria se soubesse como  são preparado...
  • Isso é um padrão mundial , o Brasil não quis adotar essa medita , mas em vários outros países é possível enviar mensagens , até mesmo por te...
  • Um empresario brasileiro oferece 5 milhões para quem casar com sua filha , Imagina arrumar uma mulher linda e ainda ficar Rico , fácil né ? ...


    27 motivos para NÃO votar em Aécio Neves, Confira


    CENSURA

    1- Censurou a parte da imprensa mineira que ousou denunciar esquemas de corrupção quando governador de MG.

    2- Também tentou censurar o Google, Yahoo! e Bing, movendo um processo para retirada de links relacionados ao uso de drogas e ao desvio de verbas da saúde.



    3- Mandou demitir um diretor da Globo de Minas Gerais após três reportagens que o desagradaram.

    4- Não gosta de ser investigado: em 10 anos ele e seu sucessor Anastasia só permitiram 3 CPIs em Minas Gerais. Mais de 70 foram barradas.

    CORRUPÇÃO QUANDO FOI GOVERNADOR DE MINAS GERAIS

    5- Foi processado por desviar R$ 4,3 bilhões da saúde.

    6- Construiu 5 aeroportos em cidades com menos de 25 mil habitantes no entorno de sua fazenda.

    7- Um dos aeroportos custou R$ 14 milhões e fica na fazenda de seu tio.

    8- Pagou R$ 56 mil reais ao ex-ministro do STF Ayres Britto para arquivar a investigação de ilegalidade no aeroporto na fazenda de seu tio.

    9- Quando governador, desapropriou um terreno de seu tio-avô no valor de R$ 1 milhão e fez o Estado pagar a ele uma indenização superfaturada de R$ 20 milhões.

    INFRINGINDO A LEI

    10- Apesar de declarar apenas R$ 100 mil em bens, sua rádio tem uma frota de carros de luxo e de passeio no valor de mais de 1 milhão e reais. Quem passeia nesses carros?

    11- Foi pego pela polícia dirigindo o carro de sua rádio, um Land Rover no valor de R$ 192.000,00. O pior: estava embriagado e se recusou a fazer o teste do bafômetro.

    12- Troca de favores ou compra de votos? Quando governador contratou 98 mil servidores públicos sem concurso e de maneira ilegal.

    13- Nepotismo? Com apenas 25 anos foi nomeado diretor da Caixa Econômica Federal por seu primo, o então Ministro da Fazenda Francisco Oswaldo Neves Dornelles.

    13 motivos não são suficienteS?    Então vem mais 15 por aí!

    EDUCAÇÃO E SAÚDE


    14- Durante seu governo, Minas Gerais passou a pagar o piso salarial mais baixo do Brasil a professores.

    15- Aliás, tal piso era mais baixo que o permitido pela lei do piso salarial de professores, e portanto, ilegal.

    16- Diminuiu o salário-base dos médicos em Minas para apenas R$ 1.050,00 -o segundo mais baixo do Brasil.

    17- Quando governador de MG, pagou com dinheiro do Estado uma dívida da Rede Globo de US$ 269 milhões referente à compra da Light.

    ECONOMIA

    18- Em 2013 quando Dilma anunciou redução de 20% na conta de luz, os tucanos de Minas se posicionaram contra. Pediram um aumento de 30%. Em vez de a conta abaixar, subiu 14,76% (que foi o que a Aneel aprovou).

    19- Ele e seu sucessor fizeram a dívida de Minas crescer 127% em 11 anos.

    MENSALÃO E PROTEGIDO DA IMPRENSA

    20- Tem um dos réus do mensalão tucano como assessor. O publicitádio Eduardo Guedes, acusado de desviar R$ 3,5 milhões para a empresa de Marcos Valério.

    21- Tem em seu palanque em Minas o maior réu e mentor do mensalão tucano, seu antecessor no governo de MG, Eduardo Azeredo.

    22- Seu primo, Rogério Lanza Tolentino, era braço direito de Marcos Valério e foi condenado por lavagem de dinheiro em MG.

    23- Seu outro primo, Tancredo Aladin Rocha Tolentino, foi preso por vender sentenças judiciais. A Globo se calou.

    24- Por falar em sentença, conseguiu um mandado de busca e apreensão para que a polícia invadisse o apartamento de uma jornalista. Computador, hd externo, cds e celular foram apreendidos.

    SENADOR EXEMPLAR?

    25- Nos quatro anos como senador, apresentou menos projetos que o deputado Tiririca.

    26- Gastou 63% do dinheiro com passagens de avião pagas pelo senado com viagens para o Rio de Janeiro. Apenas 27% das viagens foram para MG, estado que o elegeu senador.

    27- Aliás, torrou 589 mil reais em passagens de avião para o Rio em pouco mais de 3 anos e meio como senador.