12.30.2008

"OSCAR" DA SCIENCE VAI PARA A REPROGRAMAÇÃO CELULAR

"OSCAR" DA SCIENCE VAI PARA A REPROGRAMAÇÃO CELULAR

A revista Science, uma das mais conceituadas publicações científicas do mundo, escolheu a reprogramação celular, a transformação de um tipo de célula em outro, como o avanço científico mais importante do ano de 2008. Além do progresso científico, outro grande feito da reprogramação celular é contornar o problema do uso de embriões humanos, porque a técnica tornará possível transformar um tipo de célula em outro, eventualmente dispensando o uso das células-tronco embrionárias. A descoberta da reprogramação celular não foi um feito isolado. Ele foi alcançado por uma série de grupos de cientistas trabalhando paralelamente. CÉLULAS DA PELE VIRAM CÉLULAS-TRONCO - Os primeiros resultados vieram na verdade no final de 2007, quando duas equipes independentes de pesquisadores, no Japão e nos Estados Unidos, conseguiram reprogramar células adultas da pele humana, transformando-as em células pluripotentes. Essas células pluripotentes são capazes de se diferenciar em outros tecidos do corpo, da mesma forma que as células-tronco embrionárias, mas sem a destruição de embriões (veja detalhes da pesquisa em nossa reportagem Células-tronco a partir da pele não eliminarão uso de células embrionárias). TRANSFORMANDO UM TIPO DE CÉLULA EM OUTRO - A seguir, em Setembro deste ano, outra equipe de cientistas conseguiu transformar diretamente um tipo de célula adulta totalmente formada em outro tipo de célula adulta. Usando uma técnica chamada reprogramação direta, os cientistas transformaram células exócrinas de camundongos, que formam cerca de 95% do pâncreas, nas preciosas e raras células beta produtoras de insulina. A técnica é chamada de reprogramação direta porque ela não exige a transformação das células adultas em células-tronco para, a partir daí, serem induzidas a se diferenciar no tipo de célula desejado (veja os detalhes da pesquisa na reportagem Células produtoras de insulina são criadas sem uso de células-tronco). CÉLULAS DA PELE VIRAM NEURÔNIOS - E, finalmente, outro grupo de cientistas conseguiu transformar células da pele de um portador de esclerose amiotrófica lateral (ELA) em neurônios. Com isto, passou a ser possível reproduzir em laboratório as células doentes, o que permitirá o estudo muito mais preciso de diversos tipos de doenças (leia sobre esta descoberta em nossa reportagem Células da pele viram neurônios). DESAFIOS A SEREM VENCIDOS - Apesar dos avanços, as células produzidas pela técnica de diferenciação ainda não estão prontas para serem utilizadas diretamente em pacientes. A técnica utilizada para sua produção exige que um vírus seja injetado na célula. A aplicação da nova célula em um paciente incorreria no risco de que o paciente viesse a ser infectado pelo próprio vírus. Outro desafio para a ciência é compreender exatamente como se dá o processo de diferenciação em que uma célula adulta se transforma em outro tipo de célula. Isso é importante para se garantir que a célula diferenciada não retorne ao seu modelo original, o que poderia criar um tumor no paciente.
Fonte: Far News

PLANTAS MEDICINAIS

Alfavaca-de-cobra



Familia : RUTACEAE

Nome Cientifico:MONNIERA TRIFOLIA

Nomes Populares:
ALFAVACA-BRAVA (MARANHAO), ALFAZEMA-BRAVA, JACORANDI-DAS-TRES-FOLHAS, JACORANDI-DE-PISON, JACORANDI-DO-PARA, MARICOTINHA, OMOLU, VASSOURA-DE-FORNO,

Indicacoes Terapeuticas:
AROMATICA, FEBRIFUGA, DIAFORETICA, EXPECTORANTE, EMENAGOGA, DIURETICA, ANTI-DIABETICA, RESOLUTIVA PEITORAL, ANTIOFIDICA, SIALAGOGA, AMARGO-TONICA, CONTRA INFLAMACAO DOS OLHOS, HERNIA, ENVENENAMENTO, DORES DE OUVIDO, COLICAS DE QUALQUER NATUREZA, INFECCOES DA BEXIGA, INFLAMACAO DA URETRA, INFLAMACAO DOS RINS


Aluma



Familia : ASTERACEAE

Nome Cientifico:VERNONIA BAHIENSIS TOL.

Nomes Populares:
ALUMAN, VARUMA,

Indicacoes Terapeuticas:
ESTOMACAL, DIURETICA, AMARGO-TONICA.



Kava kava



A planta que está sendo considerada ansiolítico natural

A Kawa Kawa (Piper methysticum) é uma planta da família das Piperáceas. Trata-se de um arbusto naturalmente encontrado na Malásia e nas ilhas da Polinésia, que tem sido utilizado há mais de 3 mil anos pelos nativos das ilhas de Fiji, Samoa e Tonga, no tratamento de doenças e também em cerimônias religiosas, em razão das propriedades sedativas e relaxantes. Durante os rituais, os nativos ingeriam a kawa kawa na forma de bebida e, acredita-se, o efeito relaxante da planta, aliado a outros elementos da ritualística, era interpretado como uma espécie de transe.

Nos últimos anos, a kawa kawa tem sido destacada como uma planta de grande utilidade no tratamento de problemas como angústia nervosa, estados de tensão, agitação, ansiedade e insônia. Estudos farmacológicos demonstram que os princípios ativos da kawa kawa - as kavalactonas - promovem um efeito relaxante nos músculos, particularmente útil em estados de tensão.

A kawa kawa logo ganhou fama como um poderoso ansiolítico natural. Atualmente, a planta tem sido testada a fim de que seus efeitos sejam comparados aos dos tradicionais benzodiazepínicos (como Valium, Lexotan, etc.) no controle da ansiedade, com resultados favoráveis à kawa kawa, pois ela não apresenta os efeitos colaterais comuns aos benzodizepínicos como a sonolência e redução da função mental.

As partes da planta utilizada no preparo dos medicamentos são os rizomas secos e divididos, transformados em pó. Embora os efeitos da kawa kawa estejam sendo comprovados cientificamente, seu uso só indicado sob supervisão médica, pois a planta apresenta contra-indicações. Seu uso não é recomendado durante a gravidez, aleitamento e nos casos de Parkinson, por exemplo. Além disso, como qualquer ansiolítico, sua dosagem deve ser controlada.

Fonte: jardimdeflores.com.br


Abacateiro



Familia : LAURACEAE

Nome Cientifico:PERSEA GRATISSIMA GAERT.

Nomes Populares:
ABACATE-BRANCO, ABACATE -ROXO,

Indicacoes Terapeuticas:
ANTI-ANEMICA, HEPATITE, INFECCOES DOS RINS, INFECCOES DA BEXIGA, EVITAR GASES INTESTINAIS, CEFALEIA, DIURETICA, REUMATISMO, ANTI-DIARREICO, EXCITANTE DA VESICULA BILIAR, BALSAMICA, ESTOMAQUICA, EMENAGOGA, TONICO DO COURO CABELUDO, ANTI-TENIA, TONICO DO COURO CABELUDO, TRATAMENTO DE ABSCESSOS, PANARICOS, AFRODISIACA, TRATAMENTO ORGAOS SEXUAIS FEM, ACIDO URICO,

Abacaxizeiro



Familia : BROMELIACEAE

Nome Cientifico:ANANAS COMMOMUS (L.) MERRIL

Nomes Populares: Indicacoes Terapeuticas: DIURETICA, DIURETICA, TOSSE CATAR

Abóbora

Familia : CUCURBITACEAE

Nome Cientifico:CUCURBITA MOSCHATA DUSCHENE

Nomes Populares:


Indicacoes Terapeuticas:
ADSTRINGENTE,

Abóbora do mato

Familia : CUCURBITACEAE
Nome Cientifico:MELOTHRIA PENDULA L.
Nomes Populares:
ABOBOREIRA DO MATO, ABOBRIMHA DO MATO, CEREJA DE PURGA, CEREJEIRA-DE-PURGA, MELAO-DE-MORCEGO,
Indicacoes Terapeuticas:
PURGATIVA, DRASTICA, CONTRA AFECCAO UTERINA, DESARRANJO MENSTRUAL, LEUCORREIA, HIDROPSIA, OPILACAO, OBSTRUCAO DAS VICERAS ABDOMINA, EPILEPSIA, MORFEIA, ULCERA,

Abóbora-serpente

Familia : CUCURBITACEAE

Nome Cientifico:TRICHOSANTHES SANGUINEA L.

Nomes Populares: PEPINO-DE-COBRA, SERPENTINA, Indicacoes Terapeuticas: PURGATIVA, VERMIFUGA, PURGATIVA, VERMIFUGA,

Aboboreira



Familia : CUCURBITACEAE

Nome Cientifico:CUCURBITA PEPO L.

Nomes Populares: ABOBORA-AMARELA, ABOBORA-DA-GUINE, ABOBORA-DE-CARNE-BRANCA, ABOBORA-DE-CARNEIRO, ABOBORA-GRANDE, ABOBORA-MOGANGA, ABOBORA-MORANGA, ABOBORA-DE-PORCO, ABOBORA-PORQUEIRA, ABOBORA-QUARESMA, ABOBREIRA-GRANDE, CABACEIRA, CUCURBITA-MAJOR-ROTUNDA, CUCURBITA-POTIRO, GIRIMUM, JEREMUM, JURUMUM, ZAPALITO-DE-TRONCO, ZAPALO, JERIMUM,

Indicacoes Terapeuticas: VERMIFUGA, ESTOMAQUICA, ANTI-FEBRIL, INFLAMACAO DAS VIAS URINARIAS, ESTOMAQUICA, INFECCOES DOS RINS, INFLAMACAO DO FIGADO, INFLAMACAO DO BACO, ANTI-TERMICA, QUEIMADURA, ERISIPELA, EMOLIENTE, ANTI-HELMINTICA, TENIFUGA, ANTI-INFLAMATORIA, ANTI-TERMICA, HEPATICA, INFLAMACAO DO BACO, ERISIPELA, QUEIMADURA, INFLAMACAO GENERALIZADA, INFLAMACAO DO OUVIDO, INFLAMACAO DO FIGADO, NAUSEA, VOMITO DA GRAVIDEZ, FERIDA DE ORIGEM SIFILITICA.

Acapurama



Familia : LEGUMINOSAE

Nome Cientifico:CAMPSIANDRA LAURIFOLIA BENTH.

Nomes Populares:
ACAPU-DO IGAPO, ACAPURANA-VERMELHA, CAACAPOC-DOS-ABORIGENES, CAPOERANA, COMANDACU, COMANDA-ACU, CUMANDA, MANAIARA,

Indicacoes Terapeuticas:
FEBRIFUGA, TONICA, EXCITANTE, LIMPEZA DE FERIDA E ULCERA, IMPIGENS, CONTRA FEBRE TERCA, FEBRIFUGA, TONICA, EXCITANTE, LIMPEZA DE FERIDA E ULCERA, CONTRA FEBRE TERCA, IMPIGENS

Açucena



Familia : ALOEACEAE

Nome Cientifico:LILIUM CANDIDUM L.

Nomes Populares:
CAJADO-DE-SAO-JOSE, CEBOLA-CECEM, COPO-DE-LEITE, LIRIO-BRANCO, LIRIO-DOS-POETAS,

Indicacoes Terapeuticas:
EMOLIENTE, DIURETICA, ANTI-ESPASMODICA, ULCERA, MANCHAS CUTANEAS, DORES DE OUVIDO, CONTUSAO, QUEIMADURA, EMOLIENTE, DIURETICA, ANTI-ESPASMODICA, ULCERA, MANCHAS CUTANEAS, DORES DE OUVIDO, CONTUSAO, QUEIMADURA, EMOLIENTE, DIURETICA, ANTI-ESPASMODICA, ULCERA, MANCHAS CUTANEAS, DORES DE OUVIDO, CONTUSAO, QUEIMADURA,

Agoniada



Familia : APOCYNACEAE

Nome Cientifico:PLUMIERA LANCIFOLIA MUELL. ARG.

Nomes Populares:
AGONIA, ARAPUE, ARAPUO, QUINA-BRANCA, QUINA-MOLE, SUCUBA, SUCURIBA, TAPIOCA, TAPOUCA,

Indicacoes Terapeuticas:
ANTI-ASMATICA, ANTI-SIFILITICA, EMENAGOGA, PURGATIVA, FEBRIFUGA, GALACTAGOGA, RESOLUTIVA, ANTI-CONCEPTIVA, ANTI-HELMINTICA, DESCONGESTIONA UTERO(CONCEPCAO, REGULARIZACAO MENSTRUAL, CRISE HISTERICA, CLOROSE, ENGORGITAMENTO GANGLIONAR, LINFATITE, DOENCA DE PELE, FEBRE INTERMITENTE, RESTAURA FORCAS ORGAOS GENITAI,

Agrião-da-lagoa

Familia : BRASSICACEAE

Nome Cientifico:NASTURTIUM PUMILLUM CHAM.

Nomes Populares:
AGRIAO-BRAVO, AGRIAO-DO-MATO, AGRIAO-MOURO, EGRIO, ERVA-DO-ESFORCO, MASTRUCO,

Indicacoes Terapeuticas:
ANTI-ESCORBUTICA, DIURETICA, COLAGOGA, EXPECTORANTE, ANTI-ESPASMODICA, TONICA, ESTOMACAL

Agrião-do-Brasil



Familia : ASTERACEAE

Nome Cientifico:SPILANTHES ACMELLA MART.

Nomes Populares:
ABECEDARIA, ACMELA, AGRIAO-DA-ILHA-DE-FRANCA, AGRIAO-DA-MATA, AGRIAO-DO-PARA, AGRIAO-SILVESTRE, BERRO-DO-PRATO, BOTAO-DE-OURO, CARDAMINA-DO-PRATO, ERVA-DAS-CRIANCAS, ERVA-DE-MALACA, JAMBO, JAMBO-ACU, JAMBO-RANA, MALACA, MASTRUCO, MASTRUCO-DO-PARA, NHAMBU, PIMENTA-DA-COSTA, PIMENTA-DO-PARA, RAINUNCULO-BRASILEIRO,

Indicacoes Terapeuticas:
SIALAGOGA, VESICANTE, AROMATICA, TONICA, ESTOMAQUICA, EXCITANTE, ANTI-ANEMICA, ANTI-DISPEPTICA, DESCONGESTIONANTE DO BACO, NEVRALGICA, COMBATE CALCULOS DA BEXIGA, DOR DE DENTE, DOENCA DA BOCA E GARGANTA, CURA AFTA, FORTALECE A GENGIVA.

Agripalma



Familia : LAMIACEAE

Nome Cientifico:LEONORUS CARDIACA L.

Nomes Populares:
CARDIACA, CARDIARIA, CAUDA-DE-LEAO, CORDAO-DE-FRADE, ERVA-DO-MAL-DE-COR, LEONURO, MELISSA-SILVESTRE, TOLONGA, TOTONGA,

Indicacoes Terapeuticas:
AROMATICA, ESTOMAQUICA, TONICA, DIURETICA, ANTI-ESPASMODICA, AMENORREICA, VERMIFUGA, VULNERARIA, PALPITACAO CARDIACA, LIMPEZA DE FERIDA E ULCERA, ANTI-HIDROFOBIA, AMENORREICA, ANTI-HIDROFOBIA, AROMATICA, ANTI-ESPASMODICA, ESTOMAQUICA, TONICA, DIURETICA, VERMIFUGA, VULNERARIA, PALPITACAO CARDIACA, LIMPEZA DE FERIDA E ULCERA.

Aguariciunha



Familia : BORAGINACEAE

Nome Cientifico:HELIOTROPIUM ELONGATUM L.

Nomes Populares:
AGUARAQUINHA-ACU, CRISTA-DE-GALO, FEDEGOSO-DO-MATO, FEDEGOSO VERDADEIRO (CEARA), HERVA-FERRO, JAGOARA-KIYNHA, JAGORAQUINHA,

Indicacoes Terapeuticas:
ADSTRINGENTE, PEITORAL, ANTI-ASMATICA, DIURETICA, CURA ANTRAZ, INFLAMACAO DO ANUS, ULCERA DE ORIGEM SIFILITICA, ICTERICIA, AFECCAO DO FIGADO, AFECCAO DO BACO, AFECCAO DA BEXIGA, RESFRIADO.

Alamanda-cheirosa


Familia : APOCYNACEAE

Nome Cientifico:ALLAMANDA BLANCHETTI D.C.

Nomes Populares:
ROSA-DO-CAMPO,

Indicacoes Terapeuticas:
ANTI-ESPASMODICA, AROMATICA, PURGATIVA, ICTERICIA

Alamanda-de-flor-grande

Familia : APOCYNACEAE

Nome Cientifico:ALLAMANDA CATHARTICA POHL.

Nomes Populares:
BUIUSSU (BELEM), CIPO-DE-LEITE, COMANDARA, COMANDAU, DEDAL-DE-DAMA, ORELIA, PURGA-DE-QUATRO-PATACA, QUATRO-PATACA, QUATRO PATACA-AMARELA, SANTA-MARIA (AMAZONAS), SETE-PATACA,

Indicacoes Terapeuticas:
EMETICA, CATARTICA, PURGATIVA, HIDRAGOGA, ANTI-VERME INTESTINAL, AFECCAO DO BACO, SARNA, COLICA, INTOXICACAO SATURNINA, COLICA DOS PINTORES, EMETICA, CATARTICA, PURGATIVA, HIDRAGOGA, ANTI-VERME INTESTINAL, AFECCAO DO BACO, SARNA, COLICA, COLICA DOS PINTORES, INTOXICACAO SATURNINA, EMETICA, CATARTICA, PURGATIVA, HIDRAGOGA, ANTI-VERME INTESTINAL, AFECCAO DO BACO, SARNA, COLICA, COLICA DOS PINTORES, INTOXICACAO SATURNINA, EMETICA, CATARTICA, PURGATIVA, HIDRAGOGA, ANTI-VERME INTESTINAL, AFECCAO DO BACO, COLICA, COLICA DOS PINTORES, INTOXICACAO SATURNINA, EMETICA, CATARTICA, PURGATIVA, HIDRAGOGA, ANTI-VERME INTESTINAL, AFECCAO DO BACO, SARNA, COLICA, COLICA DOS PINTORES, INTOXICACAO SATURNINA, VER CASCA/DECOCTO, VER FOLHA/INFUSO/DECOCTO.

Alamanda-de-jacobina

Familia : APOCYNACEAE

Nome Cientifico:ALLAMANDA BLANCHETTI D.C.

Nomes Populares:
ALAMANDA-DE-BLANCHET., ORELIA,

Indicacoes Terapeuticas:
EMETO-CATARTICO

Alcachofra



Familia : ASTERACEAE

Nome Cientifico:CYNARA SCOLYMUS L.

Nomes Populares:
ALCACHOFRA-CULTIVADA, ALCACHOFRA-DE-COMER, ALCACHOFRA HORTENSE, ALCACHOFRA ROSA,

Indicacoes Terapeuticas:
ANTI-DIABETICA, COLAGOGA, DESCONGESTIONANTE, DIURETICA, ANTI-DIARREICO, METABOLISMO DA UREIA, METABOLISMO DO COLESTEROL, AMARGO-TONICA, FEBRIFUGA, DISPEPTICA, ANTI-HEMORROIDAL, CONTRA ICTERICIA, HIDROPSIA, DOENCAS DO FIGADO, DOENCAS DAS VIAS BILIARES, HIPERTIROIDISMO, HIPERTENSAO ARTERIAL, MALES DERIVADOS DE ARTERIOSCLE, REUMATISMO ARTICULAR, CLOROSE, DEBILIDADE GERAL, RAQUITISMO, OBESIDADE, TOXEMIA, CALCULO NA BEXIGA, CALCULO RENAL, INFLAMACAO REBELDE, PALUDISMO, ASMA, SIFILIS, NEFRITE, GOTA, HIPOGLICEMIA, HIPERAZOTEMIA, VER FOLHA/INFUSO/DECOCTO.

Alcaçuz-do-brasil



Familia : PAPILIONOIDEAE

Nome Cientifico:PERIANDRA DULCIS L.

Nomes Populares:
ALCACUZ-DA-TERRA, ALCACUZ-DE-MINAS, ALCACUZ-DO-CERRADO (S.PAULO), CIPO-EMA, PAU-DOCE, RAIZ-DOCE, URUCAQUE, URUCU-HUE, URUCAKEE, VASSOURA-DE RELOGIO,

Indicacoes Terapeuticas:
EXPECTORANTE, LAXATIVA, DIURETICA, RESOLUTIVA, BEQUICA, CALMANTE DE AFECCOES BRONQUICA, CALMANTE DE AFECCOES PULMONARE, DOENCAS DAS VIAS URINARIAS, INFLAMACAO DO VENTRE, DEFLUXO, CATARRO CRONICO, DESARRANJO BILIOSO(GASTRODINIA, NAUSEA, PRESSAO NO ESTOMAGO, CONGESTAO HEPATICA, DISPINEIA.

Alcaravia



Familia : APIACEAE

Nome Cientifico:CARUM CARVI L.

Nomes Populares:
ALCARAVEA, ALCAROVEA, ALQUIREVIA, COMINHO-ARMENIO, COMINHO-DE-MONTANHA, COMINHO-DOS-PRADOS, COMINHO-ROMANO, CUMINHO, QUIRIVIA,

Indicacoes Terapeuticas:
GALACTAGOGA, PURGATIVA, ANTI-FLATULENTA, DIURETICA, AROMATICA, ESTIMULANTE, ANTI-HELMINTICA, EMENAGOGA, ESTOMAQUICA, DIGESTIVA, AFECCAO DO ESTOMAGO, DORES DOS NERVOS, FEBRE DISPEPSIA, COLICA VENTOSA, VER FRUTO/RAIZ/SEM./ALCOOLATO, VER FRUTO/RAIZ/SEM./ALCOOLATO, VER FRUTO/RAIZ/SEM./ALCOOLATO, VER FRUTO/RAIZ/SEM./ALCOOLATO, VER FRUTO/RAIZ/SEM./ALCOOLATO.

Alecrim-de-caboclo

Familia : ASTERACEAE

Nome Cientifico:BACCHARIS SYLVESTRIS L.

Nomes Populares:


Indicacoes Terapeuticas:
ESTOMAQUICA, CARMINATIVA, DIURETICA, ESTIMULANTE, VER FOLHA/DECOCTO(BANHO), VER FOLHA/DECOCTO(BANHO), VER FOLHA/DECOCTO(BANHO).

Alecrim-do-campo



Familia : VERBENACEAE

Nome Cientifico:LANTANA MICROPHYLLA MART.

Nomes Populares:
ALECRIM-BRAVO, ALECRIM-DO-SERTAO,

Indicacoes Terapeuticas:
AROMATICA, ESTIMULANTE, PEITORAL, FEBRIFUGA, TONICA, ANTI-REUMATICA, SUDORIFICA, CONTRA AFECCAO CATARRAL, CUTANEA, CEFALEIA, PICADA DE COBRA, VER FOLHA/FRUTO/INFUSAO(BANHO).

Alfavaca-cheirosa



Familia : LAMIACEAE

Nome Cientifico:OCINUM BASILICUM L.

Nomes Populares:
ALFAVACA-DA-AMERICA, ALFAVACA-DO-MATO, BASILICUM-GRANDE, ERVA-REAL, MANGERICAO-DE-MOLHO, MANGERICAO-DOS-COZINHEIROS, MANGERICAO-GRANDE, QUIOIO (ESTADOS DO NORTE), REMEDIO-DE-VAQUEIRO,

Indicacoes Terapeuticas:
BEQUICA, PEITORAL, ESTOMAQUICA, ESTIMULANTE, ANTI-DIARREICO, DIAFORETICA, EMOLIENTE, CONTRA EMBARACOS GASTRICOS, COLICA, AREIA NOS RINS, COLICA RENAL, REUMATISMO, ULCERA, TOSSE CONVULSA, IRREGULARIDADE MENSTRUAL.


Alfazema



Familia : LAMIACEAE

Nome Cientifico:LAVANDULA OFFICINALIS L.

Nomes Populares:
ARVORE-DA-CASTIDADE, ARVORE-DA-PIMENTA, LAVANDA,

Indicacoes Terapeuticas:
AROMATICA, ANTISSEPTICA, ANTI-ESPASMODICA, EXCITANTE DO SISTEMA NERVOSO, TONICA DO ESTOMAGO, HIPOTENSORA, ESTUPEFACIENTE, CICATRIZANTE, ANTIPIRETICA, COLERETICA, OFTALMICA, CONTRA VERTIGEM, SINCOPE, ANEMIA, DISPEPSIA FLATULENTA.

Algaroba



Familia : MIMOSACEAE Nome Cientifico:PROSOPIS JULIFLORA D.C. Nomes Populares: ALFARROBA, ALFARROBEIRA, ALGAROBIA, ALGARROBO, GOMA-DE-MESQUITE, Indicacoes Terapeuticas: ADSTRINGENTE, AFRODISIACA, LAXATIVA.

Algodão- do-brejo



Familia : MARANTACEAE

Nome Cientifico:HIBISCUS BIFURCATUS CAV.

Nomes Populares:
ALGODOEIRO-BRAVO, ALGODOEIRO-DO-BREJO, AMANIU-RANA, AMANDUERANA, AMANDUERANA-BRAVO, CAMPAINHA-DE-CANUDO, FAJA, FAJAN (MARAJO), FANJAN (MARAJO), FANJA-MAIORANTA, MAJORONA (AMAZONAS), MALVA-VINAGREIRA, MAMORANA, MATA-COBRAS, MATA-PINTO, QUIABORANA, VACINA-DO-BREJO, VINAGREIRA-DO-CAMPO, UAICIMA-DO-BREJO (RIO TAPAJOS),

Indicacoes Terapeuticas:
RESOLUTIVA, EMETICA, EMOLIENTE, ABORTIVA, INFLAMACAO EM GERAL.


Algodoeiro



Familia : MALVACEAE

Nome Cientifico:GOSSYPIUM SP.

Nomes Populares:
ALGODAO, ALGODAO-DE-MALTA, ALGODAO-HERBACEO, AMANIU, COTON,

Indicacoes Terapeuticas:
HEMOSTATICA, OCITOCICA, EMENAGOGA, DIURETICA, ABORTIVA, EMOLIENTE, CONTRA INFECCAO UTERINA, DISMENORREICA(REGRAS PROFUSAS), DOR OVARIANA INTERMITENTE, HEMORRAGIA POST-PARTUM, RETENCAO DE PLACENTA, BOUBA, CRAVO, DARTRO, AFECCAO OVARIANA, METRORRAGIA, VER PL.INTEIRA/INFUSAO/XAROPE.

Alho



Familia : ALOEACEAE

Nome Cientifico:ALLIUM SATIVUM L.

Nomes Populares:
ALHO-BRAVO, ALHO-COMUM, ALHO-HORTENSE, ALHO-MANSO, ALHO-ORDINARIO,

Indicacoes Terapeuticas:
BACTERICIDA INTESTINAL, EXCITANTE DA MUCOSA ESTOMACAL, DIURETICA, ANTI-ASMATICA, ODONTALGICA, ANTI-REUMATICA, DIGESTIVA, ANTISSEPTICA (VIAS DIGESTIVAS), CARMINATIVA, VERMIFUGA, DORES DE OUVIDO (+SURDEZ), AFECCOES NERVOSA E HISTERICA, DEFLUXO, CALCULO NA BEXIGA, ESCORBUTO, COLERA, HIDROPSIA, SARDA, PRESSAO BAIXA, BRONQUITE, FERIMENTO C/ PREGO ENFERRUJADO, FERIMENTO COM ESPINHO, INTOXICACAO NICOTINICA, RUBEFACIENTE ENERGICO.

Alho-silvestre

Familia : ALOEACEAE

Nome Cientifico:NOTHOSCORDUM STRIATUM KTH.

Nomes Populares:


Indicacoes Terapeuticas:
VERMIFUGA.

Amajouva



Familia : LAURACEAE

Nome Cientifico:AJOUEA BRASILIENSIS MEISSN.

Nomes Populares:


Indicacoes Terapeuticas:
CICATRIZANTE, EMOLIENTE, CONTRA ULCERA, CICATRIZANTE, EMOLIENTE, CONTRA ULCERA, CICATRIZANTE, EMOLIENTE, CONTRA ULCERA.


Amarelinha

Familia : ACANTHACEAE

Nome Cientifico:THUMBERGIA ALATA BONG.

Nomes Populares:
BUNDA-DE-MULATA, CAROLIA, CU-DE-CACHORRO, ERVA-CABRITA,

Indicacoes Terapeuticas:
ANTI-ESPASMODICA.

Ambrosia-americana


Familia : ASTERACEAE

Nome Cientifico:AMBROSIA ARTEMISAEFOLIA L.

Nomes Populares:
CARPINEIRA, CORAVORANA, CRAVO-DA-ROCA,

Indicacoes Terapeuticas:
TONICA, FEBRIFUGA, ANTI-HELMINTICA, ANTILEUCORREICA, ESTOMAQUICA, ANTISSEPTICA, AROMATICA, HEMORRAGIA NASAL, CONTRA HEMOPTISE.

Ameixeira-da-bahia



Familia : OLEACEAE

Nome Cientifico:XIMENIA AMERICANA L.

Nomes Populares:
AMBUY (MINAS GERAIS), AMEIXA-DA-BAIA, AMEIXA-DA-TERRA, AMEIXA-DE-ESPINHO, AMEIXA-DO-BRASIL (CEARA), AMEIXA-DO-PARA, ESPINHEIRO-DE-AMEIXA, LIMAO-BRAVO-DO-BREJO, SANDALO-DO-BRASIL, UMBU-BRAVO,

Indicacoes Terapeuticas:
AROMATICA, ADSTRINGENTE, HEMORROIDAL, DIURETICA, DEPURATIVA, CATARTICA, HIPOCONDRIACA, LAVAGEM DE FERIDA, MENSTRUACAO EXCESSIVA, PERTURBACAO GASTRICA, FOGO SELVAGEM.

Amendoeira-da-índia



Familia : COMBRETACEAE

Nome Cientifico:TERMINALIA ACATAPPA L.

Nomes Populares:
AMENDOEIRA, AMENDOEIRA-DO-PARA, ARVORE-DA-NOZ, CASTANHOLA (CEARA), CHAPEU-DE-SOL, GUARDA-CHUVA, GUARDA-SOL, NOZ-DA-PRAIA,

Indicacoes Terapeuticas:
ADSTRINGENTE, ANTI-ESPASMODICA, PEITORAL, ANTI-DISENTERICA, CONTRA FEBRE BILIOSA, VERMIFUGA, ADSTRINGENTE, ANTI-ESPASMODICA, PEITORAL, ANTI-DISENTERICA, CONTRA FEBRE BILIOSA, VERMIFUGA, ADSTRINGENTE, ANTI-DISENTERICA, ANTI-ESPASMODICA, PEITORAL, VERMIFUGA, CONTRA FEBRE BILIOSA, ADSTRINGENTE, ANTI-DISENTERICA, ANTI-ESPASMODICA, PEITORAL, CONTRA FEBRE BILIOSA, VERMIFUGA.

Amora-preta



Familia : ROSACEAE

Nome Cientifico:RUBUS BRASILIENSIS MART.

Nomes Populares:
AMORA-BRANCA, AMORA-VERDE, AMOREIRA-DA-SILVA, AMOREIRA-DO-MATO (MINAS GERAIS, FRAMBOESA-NEGRA, SARCA-AMOREIRA, SELVA-BRANCA,

Indicacoes Terapeuticas:
DIURETICA, LAXATIVA, ADSTRINGENTE, ANTI-ESPASMODICA, ANTI-DISENTERICA, CONTRA DIARREIA DE SANGUE, ESCORBUTO, ENFERMIDADE DA CABECA, FEBRE INFLAMATORIA, ICTERICIA, PRISAO DE VENTRE.

Amor-crescido



Familia : PORTULACACEAE

Nome Cientifico:PORTULACA PILOSA L.

Nomes Populares:
ALECRIM-DE-SAO-JOSE,

Indicacoes Terapeuticas:
EMOLIENTE, DIURETICA
Amor-do-campo

Familia : LEGUMINOSAE

Nome Cientifico:MEIBOMIA TRIFOLIA D.C.

Nomes Populares:
AMORZINHO-SECO, CARRAPICHO, TREVINHO-DO-CAMPO, TREVO-DO-CAMPO,

Indicacoes Terapeuticas:
ANTI-LEUCORREIA, DEPURATIVA, LAXATIVA, ANTI-INFECCIOSO PULMONAR.

Baba



Familia : SOLANACEAE

Nome Cientifico:SOLANUM AGRARIUM SENDT.

Nomes Populares:
ARREBENTA-BOI, ARREBENTA-CAVALO, BOMBAO, BOBO, BOBO-FRITA, CAMAPU, JOA, JOA-TI, JUA-AMARELO, JUA-BRAVO, JUA-DO-NORTE, JOAZEIRO-BRAVO, JUCERI-BABA, JURUBEBA-DO-CAMPO, MELANCIA-BRAVA, MELANCIA-DA-PRAIA (PERNAMBUCO), MINOLA (ALAOAS),

Indicacoes Terapeuticas:
CONTRA DOENCAS CUTANEAS, URTICARIA, GONORREIA, FURUNCULO, CEFALALGIA, INCHACAO DOS TESTICULOS, COLICA, DIARREIA, TUBERCULOSE, DISPOSICAO AO IDIOTISMO.

Cuidados com a pele do bebê




Aparentemente, esta pode ser uma pergunta banal já que todos sabem que a pele do bebê é especialmente delicada e sensível. Mas existem outras características importantes, além da sua delicadeza natural.

A pele do bebê é pouco espessa e o tecido adiposo embaixo da pele que não está totalmente desenvolvido nos recém-nascidos, vai se formando com o tempo. Como o tecido adiposo subcutâneo é a proteção mais importante do corpo contra o frio, os bebês novos ainda são muito sensíveis à essa temperatura.
A camada superior da pele, a epiderme, também é mais fina nos bebês que nos adultos. A epiderme é a barreira entre nosso corpo e o mundo externo e, portanto, executa importantes funções protetoras. Por um lado, protege contra uma enorme variedade de efeitos ambientais prejudiciais e, por outro lado, evita uma perda muito grande de água de dentro do corpo. Como essas funções protetoras não estão totalmente desenvolvidas em um bebê, sua pele é particularmente suscetível a distúrbios.

A pele do bebê reage de maneira extremamente sensível a substâncias do meio ambiente que causam irritações e tende a ficar irritada mais rapidamente que a pele do adulto como, por exemplo, no caso de irritações mecânicas, causadas pelo atrito da fralda. Substâncias prejudiciais, como o álcool, penetram na barreira da pele mais facilmente e, portanto, levam à irritação. Os efeitos climáticos como inverno rigoroso ou aquecimento central seco, estimulam as irritações da pele.

Embora as glândulas sebáceas e sudoríparas já estejam presentes desde o nascimento, elas não estão totalmente desenvolvidas e ativas. A película protetora de hidrolipídios que essas glândulas ajudam a formar é muito fraca e delicada nos bebês. Sua pele resseca mais rapidamente, especialmente sob estresse, como no caso de banhos freqüentes ou quando substâncias não adequadas são usadas no banho. Portanto é muito importante passar óleos e hidratantes específicos para a pele do bebê, além de produtos suaves para banho.

Bons produtos para bebês são adaptados às características e exigências especiais da pele mais sensível e também foram especialmente testados com relação à sua tolerância. Somente ingredientes caracterizados por um alto nível de pureza e suavidade devem ser usados. A boa tolerância da pele aos produtos também deve ser confirmada por estudos dermatológicos.
Produtos muito suaves para adultos não causariam algum dano se usados ocasionalmente, mas a composição/combinação ou concentração na formulação não foram testadas especificamente com relação à sua tolerância pela pele do bebê.

Não, uma substância não têm nada a ver com a outra. O "álcool de lanolina" é um extrato da cera da lã de ovelha. É muito semelhante, em estrutura, aos óleos da pele humana e, portanto, tem boas propriedades no tratamento da pele.

Diferenças entre a pele do bebê e do adulto: este conhecimento ajuda a entender por que a pele do neném requer atenção especial e pode desenvolver problemas diferentes do adulto
· a pele do bebê é cinco vezes mais fina que a do adulto, portanto tende a ser menos resistente.
· os bebês têm dificuldade em diminuir sua temperatura pelo suor, o que pode contribuir para manter erupções cutâneas comuns na infância.
· o funcionamento irregular da produção de suor e de sebo na infância faz com que a pele seja um obstáculo menos eficaz contra bactérias e fungos.
· a produção de melanina é lenta o que torna as crianças mais sensíveis aos raios ultravioletas do sol.

Situações favoráveis para a instalação de assaduras e dermatite das fraldas
· falta de boas medidas de higiene: não se pode nunca deixar a criança molhada e suja por muito tempo.
· umidade e calor: a fralda é um tecido quente que propicia um ambiente úmido para pele sensível do neném. A pele molhada pode causar fricção contra a fralda e permitir o crescimento de bactérias, piorando a dermatite das fraldas.
· urina: é provavelmente a causa mais comum de dermatite das fraldas. A amônia é produzida a partir da urina, na fralda molhada que foi deixada por tempo longo e, especialmente, durante a noite. Ela tem um cheiro distinto e é altamente irritativa, podendo causar inflamação na pele.
· fezes: em contato com a pele do neném, podem causar irritação, assim como acontece com a urina. Quando as fezes se misturam com a urina, o perigo de irritação e de dermatite de pele é bem maior.
. eczema: bebês entre 3 e 6 meses com eczema são três vezes mais suscetíveis.
· mudanças alimentares: o leite materno tem muitos anticorpos, por isso nenéns amamentados no peito podem se defender melhor contra infecção. A fase de adaptação aos outros leites pode torná-los menos resistentes. Uma mudança para comidas sólidas pode também favorecer a instalação da dermatite das fraldas.
· dentição: a resistência de corpo do bebê contra infecções podem estar diminuídas durante a dentição.
· medicações que diminuem as defesas: antibióticos e corticóides (cortisona) fazem os nenéns mais sujeitos à infecções por bactérias e fungos, entre elas a candidíase oral, mais conhecida como sapinho.

Dicas para uma boa rotina de limpeza e prevenção da assadura e da dermatite das fraldas
· Esteja alerta para os fatores que podem favorecer a dermatite das fraldas, como mudança de dieta, dentição, etc..
· Lave bem as mãos antes e depois de limpar e trocar seu neném.
· Faça da hora do banho e da aplicação do creme um divertimento para a criança, utilizando jogos ou música.
· Deixe o bebê ficar no banho por 10 a 15 minutos diários, usando óleos de banho apropriados.
· Limpe a área adequadamente, em especial, se o bebê estiver com diarréia. Remova todos os traços de fezes.
· Seja sempre gentil com a pele do neném, não a esfregue.
· Assegure-se de que a pele está bem limpa e seca, especialmente nas dobras e sulcos da pele. Quanto mais seca (sem ser ressecada) a pele estiver, menor a chance de dermatite ou infecção adicional.
· Tenha um esquema rotineiro regular, efetivo e freqüente de limpeza, o que minimiza a exposição da pele do bebê às fraldas ensopadas e sujas. Sua pele é muito sensível e vulnerável, requerendo limpeza higiênica sistemática.
· Use sempre um sabonete suave, livre de fragrâncias. Detergentes fortes podem agravar a situação.
· Use produtos especialmente formulados e testados para a pele do bebê, evitando produtos irritantes, como os muito perfumados ou os banhos de espuma.
· Mude as fraldas com freqüência.
· Verifique o tipo de fralda usado (descartáveis ou de pano). As fraldas descartáveis devem se moldar perfeitamente na cintura e nas pernas, devendo se adaptar ao formato das coxas para não vazar.
· Evite fraldas grossas e calças plásticas. Esta guardam umidade, fazendo com que a pele do neném fique mais vulnerável à dermatite. No caso de dermatite das fraldas, pode ser uma boa idéia mudar a marca ou o tipo.
· Descarte a fralda suja sempre de maneira higiênica, ou seja, dentro de um saco plástico fechado.
· Deixe, com a maior freqüência possível, a pele de seu bebê exposta ao ar fresco.
· Ao aplicar a loção ou o creme suave e apropriado para o bebê, use algodão para prevenir arranhões.
· Para bebês de poucas semanas, pode-se usar apenas algodão e água.
· Evite o uso de flanelas, toalhas grossas ou panos domésticos na pele do nenén.
· Aplique suavemente uma fina camada de creme emoliente apropriado após cada troca de fralda, em particular depois do banho e à noite e, em especial, nas dobras e sulcos da pele.
· Há vários cremes que previnem a dermatite das fraldas e muito ajudam as crianças que têm freqüentes irritações e assaduras na área das fraldas.
· Há também vários remédios eficientes para a dermatite das fraldas, mas, para isso, consulte um dermatologista, especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. Dermatologistas são médicos especializados em pele. Eles recebem treinamento extenso para ajudar proteger a pele sã e a tratar problemas de pele.
FONTE: www.dermato.med.br

Novo software no tratamento da diabetes


O tratamento da diabetes poderá agora ser mais eficaz graças a uma ferramenta de gestão de dados que permite aos doentes com diabetes, e respectivos médicos e prestadores de cuidados, controlar e acompanhar as informações do seu estado de saúde.

Chama-se CoPilot e é um software concebido pelo Abbott Diabetes Care. O sistema CoPilot destina-se a ser utilizado em cenários residenciais e clínicos e funciona como uma ferramenta de apoio na revisão, análise e avaliação de informações, ao registar dados importantes como o histórico de resultados do teste de glicemia, apresentando as tendências e padrões das leituras de glicose, ingestão de hidratos de carbono, corpos cetónicos, dosagem de insulina e outros factores relacionados com a diabetes.

Além disso, permite registar informações acerca das medicações, refeições, exercício, estado de saúde, exames médicos, resultados de laboratório, bem como notas gerais. Todos estes dados poderão ser carregados, guardados, analisados, apresentados sob a forma de diagramas, gráficos e relatórios, impressos e partilhados.

De acordo com António Freitas, responsável pela área Diabetes Care do Abbott Laboratórios, «este software constitui um grande avanço para a melhoria e maior precisão nos cuidados de saúde prestados às pessoas com diabetes, a quem também é proporcionado um maior auto-controlo e segurança na gestão da sua própria doença».

De referir, no entanto, que o CoPilot Health Management System consiste numa ferramenta de gestão de informações e não se destina a substituir o apoio prestado por um profissional de saúde. «Os utilizadores devem consultar sempre o médico em caso de dúvidas ou preocupações acerca do tratamento da diabetes, pois o sistema por si só não fornece informações de diagnóstico, nem aconselha sobre o tratamento da diabetes. A última palavra é sempre a do médico», acrescenta António Freitas. Para fazer o download do software. Sapo Saúde

Produção de sangue humano a partir de células tronco


PRODUÇÃO DE SANGUE HUMANO

Parece que a doação de sangue está com os dias contados. Militares americanos, da agência DARPA, acabam de garantir um contrato de US$ 1.950.000,00 com a empresa Arteriocyte, para o desenvolvimento de um sistema compacto, automatizado e pronto para o campo de batalha que seja capaz de produzir litros de sangue humano universal, com apenas um punhado de células tronco.

A empresa esta trabalhando com uma tecnologia desenvolvida no hospital Johns Hopkins que permite a rápida proliferação de células progenitoras de cordão umbilical. A tecnologia batizada de Nanex usa estruturas de nanofibras para mimetizar a estrutura da medula óssea, local na qual as células vermelhas são produzidas no corpo humano.

Além das obvias aplicações militares, a tecnologia, quando plenamente desenvolvida viabilizará o tratamento de milhares de pessoas, que morrem por falta de sangue, ou que desenvolvem doenças por receber sangue contaminado.
Além disso, eu posso antever que, com um futuro desenvolvimento e barateamento da técnica, ela poderá servir como alternativa de suporte para pessoas com diversos estados patológicos, como por exemplo, falha renal. Onde, em vez de se tentar purificar o sangue, ele possa ser continuamente fornecido por um equipamento, desta forma dispensando em parte o órgão afetado. Claro que só eritrócitos não são suficientes, é por isto que a técnica precisará de futuros desenvolvimentos.

Ainda quero fazer um convite à reflexão, os militares acreditam que um incentivo de apenas US$ 2 milhões pode tornar esta tecnologia fabulosa disponível. Enquanto isto, segundo dados do Ministério da Saúde , já em 2000 o governo gastava R$ 600 milhões por ano em campanha contra a AIDS. Percebe a discrepância? É isto que se diz sobre ciência não ter valor no Brasil. Eu peguei apenas um exemplo aleatório. Eu gosto de prestar atenção nos valores das coisas, e estou acostumado a ver que os grandes avanços da ciência são alcançados com migalhas, comparado com, o que se vai nas malhas da corrupção, e da incapacidade administrativa da nossa classe política.

Lembre-se, pagamos ao governo quase 1 trilhão de reais em impostos. Isto é muito, muito dinheiro.

Finalizando o tema da matéria. É conveniente lembrar aqui que, mais uma vez a “guerra” ajuda a impulsionar o desenvolvimento da humanidade. E ainda, o sistema não está pronto e muito distante da realidade do nosso SUS, por isto, doe sangue. Doando sangue você estará salvando vidas.

ARTRITE

ARTRITE
A artrite é inflamação das articulações, em sentido amplo, conjunto de sintomas e sinais resultantes de lesões articulares produzidas por diversos motivos e causas. Popularmente a artrite é sinônimo de reumatismo, designação genérica para a dor, rigidez ou deformidade de articulações e estruturas vizinhas aos músculos.

CLASSIFICAÇÃO
As artites podem ser classificadas em:

* Artrite degenerativa
* Artrite gotosa
* Atrite piogênicas agudas
* Artrite psoriática
* Atrite reumatóide

ARTRITE DEGENERATIVA
Doença crônica caracterizada por degeneração do cartilagem articular, hipertrofia ossea, dor que aparece com o movimento e melhora com o repouso. Acomete de preferência os joelhos, as articulações coxofemorais e a coluna espinhal.

Esta definição presta-se a muitas confusões, porquanto: Devemos separar as Artrites cujo sufixo (ite ) já são sugestivas da presença de um processo inflamatório / infeccioso, das Artroses que definem processos degenerativos autênticos, ou seja os que têm origem nos processos de envelhecimento das articulações, que ocorrem com a idade avançada.

Então a palavra Osteoartrose ou simplesmente Artrose é a mais correcta para definir os processos de desgaste articular, que não contenham marcadamente uma componente inflamatória.

Não é pacífica a opinião do uso destes sufixos, havendo mesmo quem opine que o sufixo -ose deveria ser aplicado apenas nos casos em que esteja presente um processo infeccioso.

Para o entendimento genérico em lingua Portuguesa, esta separação entre a Artrite, ligada a processo inflamatório e Artrose ligada a um processo degenerativo, evitaria o equívoco de chamar simultânemante Osteoartrite e Osteoartrose, exactamente à mesma coisa.

ARTRITE GOTOSA
Trata-se de uma doença causada por reação inflamatória a microcristais de urato. Apresenta maior incidência no sexo masculino devido a fatores culturais e, na mulher, é mais frequente após a menopausa. Acomete principalmente o hálux, dorso do pé, tornozelos, joelhos e cotovelos, deixando a região quente, dolorosa e hiperemiada. Geralmente os surtos são noturnos, após jejun prolongado ou após consumos de bebidas alcoolicas ou alimentos muito salgados ou gordurosos. Pode haver febre e, normalmente, há limitação devido à dor. O ácido úrico está aumentado em 85% dos casos.

ARTRITE PIOGÊNICA AGUDA
Com o aparecimento dos antibióticos, a incidência, a patogênica, a evolução e o prognóstico das artrites piogênicas agudas diminuiram e se modificaram. As articulações mais afetadas são as coxofemorais, os joelhos, os ombros e, menos freqüentemente, os tornozelos, cotovelos, as sacrilíacas e os punhos. pcc

ARTRITE PSORIÁTICA
A psoríase é uma doença de pele, da causa desconhecida, caracterizada por erupção eritêmato-escamosa.

ARTRITE REUMATÓIDE
Introdução. A artrite reumatóide (AR) é uma entidade auto-imune sistêmica com notória predileção pelas articulações periféricas. É a mais comum das doenças reumáticas inflamatórias. Dadas as potenciais morbidades articulares inerentes à doença, seu impacto sócio-econômico é considerável. A AR atinge 0,5-1% da população mundial. A freqüência da doença é particularmente alta em índios da América do Norte (prevalência de 5%), e quase que ausente em zonas rurais da África. Em termos de incidëncia, 4/10.000 mulheres e 1/10.000 homens são acometidos anualmente. Os dados paleontológicos a respeito da doença são raros antes de 1800, mas a entidade é provavelmente antiga. Os quadros “Retratos de um jovem” do renascentista italiano Sandro Boticelli (1483) e “Retrato de família” de Jacob Jordaens (1593-1678) incluem figuras com deformidades típicas da doença. Personagens históricos possivelmente acometidos por esta afecção incluem o imperador bizantino Constantino IX (980-1055) e o pintor Renoir (1841-1919). A denominação artrite reumatóide para a doença coube a Garrod, em 1859.

Quais as causas? A AR é uma entidade multifatorial. Os fatores hormonais dizem respeito á influência estrogênica na doença. Esta se manifesta pela prevalência notoriamente maior da AR no sexo feminino em relação ao masculino (cerca de 4:1) e pelo usual início da doença na pré-menopausa (ao redor de 35-40 anos). A doença geralmente melhora durante a gravidez. Com alguma freqüência, o quadro inicia ou se exacerba no pós-parto ou no período de amamentação. Fatores genéticos estão definidamente implicados no deflagramento da doença. Entre estes, merece menção a ocorrência de alelos de histocompatibilidade de classe II do tipo DR4. Estima-se que 70% dos pacientes com AR sejam DR4-positivos, ou cursem com alelos correlatos. A concordância da doença em gêmeos univitelinos não ultrapassa 15%, dado que sugere uma influência ambiental na AR. Os fatores ambientais associados a AR são os menos conhecidos. Agentes infecciosos como o citomegalovírus, vírus de Epstein Barr, retrovírus, parvovírus B19, mycoplasmas e micobactérias estariam hipoteticamente associados ao deflagramento da AR, mas os achados de literatura são dúbios ou equívocos a este respeito. As condições sócio-econômicas e a progressiva urbanização do planeta não são fatores definidamente associados á ocorrência da doença. Diferentemente, o tabagismo e a dieta rica em gorduras saturadas podem ser considerados fatores de risco para AR. O desarranjo do sistema imune que ocorre na AR é extremamente complexo. Auto-antígenos, substâncias do próprio corpo do indivíduo ainda não bem caracterizadas, deflagram ativação de macrófagos. Monocinas pró-inflamatórias como o fator de necrose tumoral (TNF) e a interleucina I (IL-1) induzem hiperativação de células T auxiliares. O resultado inclui expansão da imunidade celular e síntese de auto-anticorpos por linfócitos B. Fatores reumatóides podem ser sintetizados “in loco” no tecido sinovial. Eventos como ativação do complemento (gerada por auto-anticorpos que se depositariam em tecidos), hiperagregação de plaquetas e síntese de prostaglandinas culminam com intensa vasculite de pequenos vasos. Alguns modelos animais mimetizam a AR humana e são úteis para a compreensão dos mecanismos que levam à destruição articular na doença. Entre os modelos induzidos, destacam-se as imunizações com colágeno tipo II ou parede celular estreptocócica; ambas deflagram um quadro de poliartrite em ratos de laboratório. Cabras infectadas com o lentivírus da artrite-encefalite desenvolvem uma artrite crônica erosiva muito similar à AR humana.

Quais os sintomas e as complicações? Em cerca de dois terços dos pacientes o curso clínico da AR é crônico com períodos de exacerbação e melhora. Mais raramente, a doença apresenta curso monocíclico (uma crise apenas, com duração de semans ou meses, desaparecendo a seguir). Em termos típicos, trata-se de uma poliartrite crônica simétrica com tendência para achados extra-articulares. Dor articular de caracteres inflamatórios, intensa rigidez matinal e limitação funcional compõem o quadro clínico clássico. As articulações preferencialmente afetadas são as das mãos, punhos, cotovelos, quadris, joelhos, tornozelos e pés. O acometimento da coluna cervical é manifesto principalmente por subluxação ou luxação atlanto-axial (primeira e segunda vértebras), o que pode ocorrer em 10-15% dos casos. As alterações atlanto-axiais podem ocasionar insuficiência da circulação para o cérebro, dor forte cervical e atrás da cabeça (região ocipital) e compressão da medula – esta última uma complicação temida. O diagnóstico precoce da doença é condição fundamental para um tratamento adequado. Cerca de 20% dos pacientes podem evoluir com progressiva destruição das juntas nos 2 primeiros anos dos sintomas quando não tratados adequadamente.

Como o médico faz o diagnóstico? Os critérios diagnósticos do Colégio Americano de Reumatologia para a doença datam de 1987, e estão sumarizados na tabela 1.

Tabela 1. Critérios diagnósticos para artrite reumatóide (AR)* de acordo com o Colégio Americano de Reumatologia (1987).

Rigidez matinal acima de uma hora de duração Artrite de pelo menos 3 articulações Artrite de mãos Artrite simétrica Nódulos subcutâneos Fator reumatóide positivo Alterações radiológicas típicas

*Para diagnóstico confirmado, 4 dos 7 critérios devem estar presentes.

A classificação funcional de Steinbrocker para AR é de importância no manejo clínico dos pacientes. A estratificação destes pacientes de acordo com sua qualidade de vida (grau I: qualidade de vida normal; grau II: discretas dificuldades nas tarefas diárias; grau III: dificuldades moderadas para tarefas diárias; grau IV: limitação severa com restrição ao leito ou cadeira de rodas) permite uma adequação do tratamento medicamentoso e de suporte para o paciente com AR.

O que aparece nos exames de laboratório e nas radiografias? O fator reumatóide é o complexo imune (classicamente uma IgM anti-IgG) característico da AR. Pelos meios convencionais de detecção (teste do látex, nefelometria ou ensaio de Waaler-Rose), está presente em 70 a 85% dos pacientes com a doença. Títulos altos de fator reumatóide são típicos da AR, mas o teste não é específico. Doenças como lupus eritematoso sistêmico (LES), linfomas, hanseníase e tuberculose podem cursar com fator reumatóide positivo. O advento recente de testes que detectam anticorpos contra o peptídio cítrico citrulinado (anti-CCP) contribui definidamente para um diagnóstico mais precoce da AR. Nas fases de exacerbação da doença, elevação das proteínas de fase aguda (proteína C-reativa, haptoglobina, alfa-1 glicoproteína ácida, eritrossedimentação - VSG), aumento de glóbulos brancos e anemia são vistos com freqüência. Achados extra-articulares não são raros na AR. Nódulos subcutâneos, um dos critérios diagnósticos para a doença, podem ser vistos em cerca de um quinto dos pacientes. Síndrome sicca, derrames pleurais, fibrose pulmonar, neurite periférica, vasculite cutânea, episclerites (inflamação do branco dos olhos) e esplenomegalia/leucopenia (síndrome de Felty) são manifestações sistêmicas comprovadamente associadas à AR. Recentemente chama-se a atenção para aterosclerose mais precoce ocorrendo na doença, talvez reflexo de inflamação continuada no organismo. O acometimento extra-articular visto na doença pode diminuir a expectativa de vida em 5 a 10 anos. Os principais parâmetros para avaliação de doença ativa compreendem: quantificação do número de articulações inflamadas; níveis séricos de proteínas de fase aguda; avaliação da intensidade da dor; análise da função articular e estimativa do tempo de rigidez matutina. Exames radiológicos devem ser realizados periodicamente para avaliação de erosões em mãos e pés principalmente. A presença de alguns achados confere risco de doença mais severa em um subgrupo de pacientes com AR (tabela 2).

Tabela 2. Fatores de risco para doença mais severa.

Idade precoce Acometimento de mais de 20 articulações Manifestações sistêmicas (vasculite, nódulos, derrame na pleura) Fator reumatóide positivo HLA DR4 presente Anti-CCP reagente Anemia severa Erosões precoces nas radiografias Baixo índice de compreensão da doença (má adesão do paciente à terapia) Tratamento inadequado

Que doenças podem se parecer com a AR? O diagnóstico diferencial da AR inclui um largo espectro de doenças com acometimento articular e sistêmico. Doenças auto-imunes como o lupus eritematoso sistêmico, a síndrome de Sjögren, a esclerodermia, a artropatia psoriática e a sarcoidose constituem exemplos. Doenças por depósitos de cristais de urato (gota tofácea) ou de pirofosfato de cálcio (condrocalcinose) podem se manifestar como poliartrite crônica simétrica. Algumas infecções crônicas como a hanseníase e a tuberculose articular podem também simular AR.

E como tratar? Embora caiba ao reumatologista a coordenação do tratamento do paciente com AR, o enfoque terapêutico é idealmente multidisciplinar. Profissionais da área da fisioterapia, terapia ocupacional, psiquiatria/psicologia e ortopedia estão diretamente envolvidos no manejo. O tratamento medicamentoso do paciente com AR envolve o uso de analgésicos, antiinflamatórios não-hormonais/corticóides e o uso de drogas controladoras da doença. Enquanto os analgésicos e antiinflamatórios não-hormonais são consideradas medicações de suporte, a corticoterapia e as drogas controladoras da doença são potencialmente capazes de bloquear a evolução da doença. Os agentes controladores da doença compreendem um grande número de fármacos de ação imunomoduladora (cloroquina, sulfassalazina, D-penicilamina) ou imunosupressora (metotrexate, azatioprina, ciclosporina). Como um todo, funcionam como drogas de ação lenta de efeito controlador sobre o quadro clínico/laboratorial. Nem todos os pacientes com AR se beneficiam do uso de imunomodulares ou imunossupressores tradicionais, entretanto. Pacientes com manifestações extra-articulares severas podem necessitar corticoterapia ou ciclofosfamida na forma de “pulsoterapias” endovenosas, ou plasmaferese (filtragem especial do sangue para retirar anticorpos). Modernamente, um novo grupo de drogas, os agentes biológicos, trouxeram uma significativa contribuição para o controle da AR. Em termos práticos, a maioria dos agentes biológicos consiste de anticorpos monoclonais (quiméricos, parte animal parte humano, ou totalmente humanizados) dirigidos contra moléculas pró-inflamatórias ou contra seus receptores nas células. As drogas atualmente disponíveis no Brasil inibem a ação do TNF (etanercept, infliximab, adalimumab) e da IL-1 (anakinra). Para casos mais resistentes há ainda o rituximab, que ataca os linfócitos, produtores de anticorpos e com outras tarefas na promoção das lesões das juntas. A escolha do paciente com AR candidato ao uso de agentes biológicos é matéria polêmica. Uma corrente de reumatólogos advoga que o seu uso deva ser reservado para pacientes que usaram previamente imunomodulares ou imunossupressores convencionais. Alternativamente, outros profissionais apregoam o uso precoce dos agentes biológicos no sentido de se evitar erosões articulares nos primeiros anos da doença. O porgnóstico seria muito melhor do que utilizar os medicamentos convencionais. Além disso, o uso de fármacos de alta potência como os agentes biológicos poderia diminuir o custo hospitalar de pacientes com AR. Em termos clínicos, os agentes biológicos têm-se mostrado bastante efetivos. Os efeitos colaterais, principalmente infecções oportunistas e tuberculose, requerem vigilância médica estrita. É de interesse enfatizar que a terapêutica da AR com drogas modificadoras da doença é, a princípio, contínua e por toda a vida. Diferentemente, dose e tempo de uso de antiinflamatórios devem ser individualizados de acordo com o necessário. Modalidades terapêuticas reservadas para casos selecionados de AR refratária incluem afereses, colunas de imunoadsorção de imunocomplexos circulantes, radioterapia e transplante autólogo de células-tronco. Todos considerados tratamentos experimentais. Idade do paciente, grau funcional de Steinbrocker, manifestações sistêmicas e co-morbidades são parâmetros de grande importância na escolha da abordagem farmacológica do paciente com AR. A tabela 3 lista os principais parâmetros de melhora clínica nos pacientes com AR.

Tabela 3. Indícios de remissão clínica nos pacientes com AR.

Melhora da fadiga Rigidez matinal abaixo de 15 minutos Melhora das dores articulares no repouso e na locomoção Melhora do edema articular Eritrossedimentação abaixo de 30 mm na primeira hora

O papel do fisioterapeuta no manejo da AR é de reconhecida importância. Nas fases de exacerbação da doença, técnicas com gelo e termoterapia são de grande valor. Para pacientes em fase crônica, a cinesioterapia, ao incrementar o tônus muscular, contribui grandemente para a melhora da função da articulação. A intervenção do terapeuta ocupacional, cada vez mais solicitada na prática reumatológica atual, é também de grande valia na abordagem do paciente com AR. Adequação das atividades profissionais e pessoais às limitações do paciente e otimização de aparatos domiciliares estão entre as funções deste profissional. O manejo de órteses, controlado seja pelo fisioterapeuta ou pelo terapeuta ocupacional, é de comprovado benefício para o paciente com AR. O uso de órteses na fase inflamatória aguda facilita o repouso articular. Na fase crônica, as órteses contribuem importantemente para manutenção da forma e função articulares. O auxílio do psicólogo ou psiquiatra é por vezes necessário para o bom andamento da terapêutica clinica. Quadros depressivos decorrentes da perda de função articular em idade precoce não são raros. As alterações da estética corporal devido à corticoterapia podem também demandar ajuda do ponto de vista psicoemocional. O acompanhamento do ortopedista é imperativo em alguns pacientes com AR. Procedimentos como “toaletes” articulares (usualmente artroscópicas), sinovectomias, osteotomias, artrodeses e artroplastias (próteses) são da rotina deste especialista. Tais procedimentos podem melhorar consideravelmente a qualidade funcional da articulação afetada.

Quais as conseqüências da AR para minha vida? A freqüente ocorrência de AR na população geral traz consigo algumas conseqüências: a) prejuízos na vida afetiva e profissional; b) danos psicoemocionais decorrentes da morbidade articular em idade produtiva; c) do ponto de vista social, o impacto que a doença traz à Previdência, uma vez que muitos pacientes necessitam auxílio-doença ou aposentadoria. Estima-se, nos Estados Unidos da América, que o custo anual do tratamento do paciente com AR é de cerca de 25.000 dólares.

O que devo fazer para ter uma boa evolução da doença? Os seguintes pontos são fundamentais para uma evolução favorável nos pacientes com AR: 1) diagnóstico precoce – procurar o médico assim que surgirem sintomas de dores nas juntas de forma continuada por vários dias, rigidez matutina, febre baixa, cansaço e abatimento; 2) conscientizar-se de que a doença é controlável – olhar com otimismo a perspectiva de controle da inflamação e confiar no profissional médico; 3) ótimo vínculo paciente-médico – relacionamento maduro e de diálogo claro, sem deixar margens para dúvidas; 4) consultas regulares e disciplina em relação aos exames subsidiários – o médico solicitará exames de laboratório e de imagem periodicamente para verificar se a doença está controlada e para orientar na terapêutica, além de saber se os remédios não estão trazendo para-efeitos; 5) controle rigoroso dos eventos clínicos paralelos: infecções, osteonecroses (infarto do osso em pessoas que exageram do corticóide – principalmente por conta própria, osteoporose e fibromialgia.

Licenciado sob a GNU Free Documentation License. Fonte de Wikipédia Artrite.

12.29.2008

Quebrando os mitos e crendices

Mitos no cuidado com a sua pele

Nem tudo o que é considerado certo sobre como lidar com cabelos, unhas e rosto tem fundamento científico

Lavar a cabeça todos os dias apodrece a raiz dos cabelos? Filtros solares com Fator de Proteção Solar acima de 15 são todos iguais, só muda o preço? Depilação com cera quente causa varizes? Pintar as unhas de vermelho fortalece e acelera o crescimento delas? Não! Esses são só alguns mitos da dermatologia que se perpetuam ao longo dos anos e acabam virando verdade — o que pode prejudicar a saúde, alertam especialitas.

“As pessoas ainda acreditam em muitos mitos. Um dos mais conhecidos da dermatologia é que os meninos que se masturbam ficam com mais espinhas no rosto. Isso é um mito. Talvez seja uma forma que alguém inventou para que os adolescentes não se masturbassem e que acabou ficando”, explica a dermatologista Márcia Ramos e Silva, chefe do serviço de dermatologia do Hospital do Fundão, acrescentando que a adolescência é a época em que os problemas com acnes são mais freqüentes.

Outro mito muito conhecido é o que diz que lavar diariamente faz cair o cabelo, o que, de acordo com a dermatologista Roberta Nakamura, da Santa Casa de Misericórdia do Rio, não tem qualquer fundamento. “A lavagem diária dos cabelos não tem interferência nos bulbos capilares. Os fios que caem durante a lavagem cairiam de qualquer forma, em outro momento, pois já estavam em fase de queda, ciclo fisiológico normal dos fios. A lavagem diária não apodrece a raiz até porque a água não chega à raiz do cabelo, que fica sob o couro cabeludo. Para pessoas com o couro oleoso, a lavagem diária é indicada”, ressalta Roberta.

A atriz Karinna Anhe, que interpreta a Bianca de ‘Negocio da China’, conta que apesar de ter ouvido falar no mito, sempre lavou o cabelo diariamente: “Eu malho todos os dias e não tenho como não lavar o cabelo depois. E sabia que isso não era verdade”, diz ela, no Salão Brigitte's Fine Arts, em Ipanema. Ela também pinta unhas com cor escura porque gosta, e não por acreditar que esmaltes assim fazem bem. “O esmalte não interfere na formação da unha pela matriz”, diz Roberta.

ADOLESCENTE, ADULTO, HOMEM, MULHER: CADA UM TEM UM MITO PARA CHAMAR DE SEU

Os mitos podem não ter fundamento científico, mas têm idade-alvo. Qual mulher com mais de 30 nunca ouviu que ‘quando se arranca um fio de cabelo, nascem três?’. E qual adolescente não raspou a barba escondido — com poucos e ralos pêlos — acreditando que isso ajudaria a ter uma farta barba mais rapidamente? Pois é: cada faixa etária, dizem os especialistas, tem seus próprios mitos.

“Quando se arranca um cabelo branco, não nascem outros porque aquele foi arrancado. Nascem porque já nasceriam mesmo”, diverte-se a médica Márcia Ramos, acrescentando que o fio pode nascer um pouco mais grosso, depois de arrancado, mas com o tempo volta ao normal.

Segundo a dermatologista do Fundão, raspar a barba não faz engrossar os fios. “O pêlo fica mais duro na saída do folículo. Mas se a barba crescer, ela continua macia”.

Outro mito diz respeito a grávidas. Mas a dermatologista da Santa Casa faz questão de esclarecer. “O parto causa estresse físico e emocional. Portanto, não é o nascimento do filho ou a anestesia que causa queda de cabelo. Além disso, com o parto, a mãe perde sangue circulante e o organismo usa suas reservas”, diz. Os pêlos caem por cerca de 2 a 4 meses, mas voltam a crescer.
Fonte: O Dia

12.27.2008

Cosmético faz crescer cílios é aprovado pelo FDA


Cosmético que faz crescer cílios é aguardado por viciadas em rímel
Produto é inspirado em efeito colateral de colírio para tratar glaucoma.
Novidade apresentada nos EUA pode chegar ao Brasil em 2009.
Cosmético que faz crescer cílios pode dar férias às máscaras alongadoras dos fios (Foto: Claudia Silveira/G1) O mercado de cosméticos prepara um lançamento que vai agradar as mulheres que usam rímel todos os dias. Um laboratório norte-americano está finalizando o estudo de um produto para alongar os cílios naturalmente. A novidade foi apresentada em um congresso de dermatologia organizado pela Academia Americana de Dermatologia (AAD), nos Estados Unidos.

Segundo a dermatologista paulistana Mônica Aribi Fiszbaum, membro da AAD, o produto é inspirado no efeito colateral do bimatoprost, substância presente em colírios para tratar glaucoma e que tinha, entre outros efeitos colaterais, o crescimento dos cílios.

“No remédio, foi constatado que a substância aumenta o comprimento e a espessura dos fios”, descreve a médica. Isso acontece porque, diz Mônica, o bimatoprost interage com o bulbo folicular (a raiz do cílio), estimulando um leve crescimento, que não chega nem a meio milímetro mas que chega a ser notado pela pessoa.

--------------------------------------------------------------------------------
Segundo o Allergan, laboratório que está analisando o produto nos Estados Unidos, falta ainda a aprovação do FDA, órgão norte-americano que regula produtos alimentícios e farmacêuticos no país. A previsão do laboratório é a de que o lançamento no Brasil aconteça em 2010.

Mas, segundo a dermatologista Mônica, as brasileiras nem vão ter de esperar tanto assim. Quando for aprovado nos Estados Unidos,ele poderá ser importado como matéria-prima para farmácias de manipulação.

“Os produtos usados para manipulação nem sempre precisam esperar aprovação da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]”, diz. Assim, conta a médica, o dermatologista pode prescrever o novo produto no Brasil praticamente ao mesmo tempo em que um dermatologista nos EUA. Dessa forma, a previsão de uso por aqui é muito mais animadora: cai para meados de 2009.

A empresa farmacêutica Allergan Inc. anunciou que um de seus produtos, criado para estimular o crescimento dos cílios, foi aprovado para comercialização pelo FDA, agência do governo americano que regula fármacos e alimentos. Com isso, a droga Latisse, que já é usada para tratar glaucoma, ganha um uso cosmético.



O Latisse trata a chamada hipotricose dos cílios, situação na qual esse tipo de pêlo não cresce adequadamente. Aplicado uma vez por dia na base dos cílios superiores, o medicamento aumenta a espessura e a força dos pêlos e também os torna mais escuros. O resultado completo vem após 16 semanas de uso, mas não é permanente: os cílios voltam a seu estado natural se o tratamento for descontinuado.


--------------------------------------------------------------------------------
A droga já é aprovada para uso com o nome Lumigan, servindo para tratar efeitos do glaucoma. Foi então que os pesquisadores notaram que a substância estimula o crescimento dos cílios. O princípio ativo, o bimatoprost, é o mesmo para ambas.

Os efeitos colaterais mais comuns do Latisse são a coceira e a vermelhidão nos olhos. Também é possível que os cílios fiquem com comprimento, espessura e pigmentação diferentes. A terapia também pode mudar permanentemente a cor do olho para castanho, embora esse efeito não tenha sido relatado nos estudos clínicos, informou a Allergan.

Globo.com

Boas Práticas Farmacêuticas: Por uma indústria da saúde forte e inovadora

Boas Práticas Farmacêuticas: Por uma indústria da saúde forte e inovadora

Boas Práticas Farmacêuticas: Boas Práticas Farmacêuticas: Por uma indústria da saúde forte e inovadora

Boas Práticas Farmacêuticas: Boas Práticas Farmacêuticas: Por uma indústria da saúde forte e inovadora

Boas Práticas Farmacêuticas: Por uma indústria da saúde forte e inovadora

Boas Práticas Farmacêuticas: Por uma indústria da saúde forte e inovadora

Por uma indústria da saúde forte e inovadora


Foto: Ministro Temporao, Roberto Camilo e Antonio Celso Brandao durante a inauguracao do Laboratorio de Antiretroviral no Complexo industrial de Farmanguinhos (CTM) Fiocruz

Por uma indústria da saúde forte e inovadora
A política social avançou, mas o déficit industrial anual é de R$ 6 bilhões.

Antes da Constituição de 1988, apenas 30 milhões de trabalhadores tinham direito aos serviços públicos de saúde. Esse cenário mudou, o SUS está disponível hoje para 190 milhões de pessoas. Embora a política social tenha avançado muito, o parque industrial da saúde brasileiro não acompanhou no mesmo ritmo da demanda, criando um déficit anual de R$ 6 bilhões. A subordinação às importações, principalmente de tecnologia, torna o Sistema Único de Saúde vulnerável no objetivo de garantir o bem-estar da população.

O governo federal tem trabalhado para reverter essa situação. Primeiramente, reforçou a produção de seus nove laboratórios oficiais em atividade. O investimento saltou de R$ 10 milhões em 2002, para R$ 318 milhões entre 2003 e 2007 (cerca de R$ 63,6 milhões anuais). A iniciativa tem objetivo estratégico de desenvolvimento de tecnologia nacional e produção de medicamentos para abastecer a rede pública.

Um dos grandes resultados desse investimento aconteceu recentemente. O Laboratório Farmanguinhos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entrou com o pedido de registro para a produção do medicamento Efavirenz, utilizado no coquetel contra a Aids. Fruto de uma Parceria Público Privada, contando com as empresas Globequímica (SP), Cristália (SP) e Nortec (RJ), trata-se de um marco histórico para o Programa Nacional de DST/Aids e demonstra a capacidade de o Brasil produzir conhecimento e atender a demanda nacional. Neste mês, o laboratório também solicitou à agência o registro do medicamento Lamivudina + Zidovudina (30+60) mg comprimidos, um anti-retroviral infantil.

Nas parcerias com as empresas privadas, também é necessário mencionar a transferência de tecnologia da GlaxoSmithKline (GSK) para que a Fiocruz possa produzir a vacina contra o rotavírus, processo que foi iniciado no ano passado.

Além dos incentivos à produção, a aplicação de recursos em inovação e pesquisa vem sendo robustos. Em conjunto com o Ministério da Ciência e Tecnologia, desde 2007, o Ministério da Saúde está investindo cerca de R$ 500 milhões com o objetivo de produzir conhecimento em saúde nacional. Em sincronia com a estratégia, em parceria com o Ministério da Educação, estamos aplicando R$ 9 milhões na formação de pesquisadores em cursos de pós-doutorado.

Já para a iniciativa privada, incluímos no Programa Mais Saúde - o PAC do setor - um eixo específico para o complexo industrial da saúde, que contará com R$ 5,1 bilhões até 2011, sendo R$ 3 bilhões do BNDES, para viabilizar o plano. Trata-se de uma linha exclusiva de financiamento para o setor produtivo da saúde.

Com o objetivo de remover os gargalos do setor, foram iniciados os trabalhos do Grupo Executivo do Complexo Industrial da Saúde (GECIS), que, coordenado pelo Ministério da Saúde, tem a missão de propor novas regras, legais e tributárias, para elevar a competitividade do mercado nacional.

Para viabilizar o aumento da capacidade produtiva, com a garantia de qualidade dos produtos, temos, a nosso favor, o poder de compra do Estado, maximizado pela característica do SUS de ser um sistema universal. Na área de equipamentos, o governo representa quase 50% do mercado, em vacinas, mais de 90%, em medicamentos, cerca de 25%. Nesse aspecto, um dos desdobramentos mais significativos da política para o desenvolvimento do complexo produtivo foi a publicação da portaria interministerial que permite aos laboratórios oficiais buscar na iniciativa privada parceira para a produção de medicamentos.

Por meio de outra portaria, também foram definidas claramente as áreas de interesse de produção e investimento. Com isso, criamos boas perspectivas para a indústria nacional no mercado farmacêutico brasileiro, um dos dez maiores do mundo, com movimento anual de R$ 28 bilhões.

Se o estímulo à competitividade interna do mercado brasileiro de saúde é importante, as parcerias internacionais não podem ser desprezadas. Na missão à Índia, em julho, firmamos acordo de cooperação para a transferência de tecnologia na produção de medicamento antimalárico para aquele país e trouxemos a garantia de um investimento de US$ 50 milhões nas indústrias brasileiras. Já em Washington, em setembro, apresentamos ao CSIS (Center for Strategic and Internacional Studies) - um importante grupo de empresários e de pesquisa - as oportunidades de investimento no setor saúde do Brasil. Estamos vendendo lá fora o que o Brasil tem de competitivo, buscando investimentos e tecnologia para o país. Com Cuba assinamos outro importante acordo de transferência de tecnologia para a produção no Brasil de medicamento para hepatite C, por meio de técnicas que poucos países possuem.

A inserção da saúde como parte da estratégia de desenvolvimento é o reconhecimento de que o setor contribui para a geração de investimentos, inovações, renda, emprego e receitas para o Estado. O fortalecimento do complexo industrial da saúde vai colaborar para a expansão de um novo padrão de desenvolvimento, cada vez mais comprometido com o bem-estar do cidadão.

José Gomes Temporão é Ministro da Saúde.

Câncer de Pâncreas

O câncer de pâncreas é um dos tumores gastrintestinais mais comuns e a quarta causa de mortes por câncer no mundo. Uma nova esperança para o tratamento do câncer de pâncreas, hoje a quarta causa de mortes por câncer no mundo, é aprovada no Brasil. O medicamento erlotinibe, conhecido comercialmente como Tarceva, recebeu da Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária -, a aprovação para uso no tratamento de câncer de pâncreas metastático (avançado) em combinação com a quimioterapia. Este é o primeiro tratamento em dez anos que mostrou aumentar a sobrevida quando adicionado à quimioterapia. O câncer de pâncreas é difícil de tratar, porque freqüentemente apresenta resistência à quimioterapia e a radioterapia, além de se espalhar rapidamente para outras partes do corpo (metástase), levando a uma curta expectativa de vida e conseqüentemente à morte. No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer, INCA, o câncer de pâncreas representa 2% de todos os tipos, sendo responsável por mais de nove mil novos casos anualmente. Na Europa, por exemplo, 60 mil pessoas são diagnosticadas com esse tipo de problema a cada ano. Embora a incidência do câncer de pâncreas ainda seja considerada baixa, a mesma aumenta a cada ano com o avanço da idade dos indivíduos. E o fator que hoje mais preocupa os médicos é a alta taxa de mortalidade: essa é a quarta principal causa de todas as mortes por câncer. "O câncer de pâncreas é considerado de difícil diagnóstico, sendo que até hoje não tínhamos conseguido avanços no tratamento. A aprovação no Brasil segue a linha de outros países e trará benefícios para milhares de pacientes", afirma o oncologista do Hospital das Clínicas, dr. Artur Malzyner. Tarceva é o primeiro e único tratamento inibidor do EGFR (uma proteína encontrada na superfície de muitas células tumorais) que, além de usado com sucesso no tratamento do câncer de pulmão, demonstra importantes resultados no tratamento do câncer de pâncreas. O CÂNCER DE PÂNCREAS - O câncer de pâncreas, geralmente, se desenvolve de forma imperceptível, sem causar sintomas, o que torna a detecção precoce difícil. Aproximadamente 80% dos pacientes começam a sentir fortes dores na parte superior do abdômen e no meio das costas. A causa ainda é desconhecida, porém, já se pode afirmar que o fumo está entre os fatores de risco mais consideráveis. O PÂNCREAS - O pâncreas é uma glândula que faz parte do sistema digestivo. Tem cerca de 20 a 25 cm de extensão no adulto e é responsável pela produção de enzimas (suco pancreático), que possibilitam a digestão dos alimentos, e hormônios, como a insulina, que é liberada na corrente sanguínea e age nas células do organismo regulando a quantidade de açúcar no sangue. É dividido em três partes: a cabeça, o corpo e a cauda. A maior parte dos casos de câncer de pâncreas localiza-se na região da cabeça do órgão. SOBRE TARCEVA - Tarceva é um novo tratamento, denominado terapia-alvo de uso oral, já indicado para o tratamento de pacientes com câncer de pulmão no estado avançado, com benefício comprovado e significativo no aumento da sobrevida global e melhora dos sintomas relacionados ao câncer. Tarceva age diretamente nas células do tumor, diferente da quimioterapia, o que evita a maioria dos efeitos colaterais desta terapia. Desde o lançamento inicial, há quatro anos, Tarceva foi usado para tratar mais de 200 mil pacientes e foi aprovado em 85 países em todo o mundo. SOBRE A ROCHE - Sediada na Basiléia, Suíça, a Roche é uma das empresas mundiais líderes na área de saúde, tendo como foco pesquisa nas áreas de produtos farmacêuticos e de diagnósticos. Líder mundial em biotecnologia e um dos maiores fornecedores de produtos e serviços para a detecção precoce, prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças, o Grupo Roche contribui de forma ampla à melhoria das condições de saúde e qualidade de vida das pessoas. A companhia também é líder mundial no mercado de diagnóstico in-vitro, assim como no fornecimento de medicamentos para o tratamento de câncer, transplante, virologia (hepatites e AIDS), doenças auto-imunes, doenças inflamatórias, obesidade, osteoporose e sistema nervoso central. A Roche conta com uma equipe de cerca de 79.000 funcionários em mais de 150 países e possui alianças e parcerias estratégicas na área de Pesquisa & Desenvolvimento com várias companhias, incluindo uma participação acionista majoritária na empresas Genentech e Chugai e investe anualmente mais de 8 bilhões de francos suíços em P&D. Mais informações estão disponíveis no site http://www.roche.com.br/ . www.segs.com.br - Fonte ou Autoria é : Fabrício Costa / Juliana Wruck -

AZIA / REFLUXO / DISPEPSIA / GASTRITE


Queimação, ardência, a sensação de ter uma bola de gás passeando pelo esôfago. O desconforto causado pela azia faz qualquer um pensar duas vezes antes de "pecar" numa refeição exagerada. Se você sofre freqüentemente com esse problema, é bom procurar um médico. Mas de antemão saiba que mudança nos hábitos alimentares correpondem a 90% do tratamento.
A azia pode ser sentida logo acima da "boca do estômago" ou começar nesse ponto e se estender até a garganta, espalhando a sensação de queimação atrás do esterno (osso que fica no meio do peito).

Em alguns casos extremos, "a dor causada pela azia é tão forte que pode ser similar à angina e confundida com infarto",
Clinicamente, a azia é a manifestação de ácido no esôfago, causando queimação. Trata-se de um sintoma da doença do refluxo gastroenofágico, que se manifesta no esôfago, quando o alimento volta do estômago para esse. O fluxo normal da digestão é boca-esôfago-estômago. Quando o alimento faz o caminho de volta, é chamado refluxo.

Uma queimação que vai subindo pelo peito até a garganta e que aparece em qualquer horário. Se a situação é comum na sua rotina, é preciso tomar cuidado. Esse é um dos sintomas de uma das doenças mais comuns do aparelho digestivo, o refluxo gastroesofágico.
Mas também não precisa sair correndo para o médico se você tem azia de vez em quando. As pessoas normais podem ter essa sensação após refeições muito pesadas. O problema é quando o incômodo se torna prolongado ou ocorre o dia todo ou à noite.
refluxo gastro-esofágico

Refluxo gastroesofágico é uma situação normal do organismo, onde por várias vezes ao dia ocorre um retorno ( refluxo) do ácido clorídrico do estômago para o esôfago ( Foto ), geralmente não produz sintomas e coincide com os períodos de relaxamento do esfíncter inferior do esôfago ( anel muscular ), sendo após as alimentações e raramente nos períodos noturnos. A Doença do Refluxo Gastroesofágico é este retorno de ácido ocasionando sintomas, lesões no esôfago ou até ambos. Esta doença surge por exacerbação do refluxo normal em número ou mesmo em duração dos mesmos. Os sintoma mais típico é a azia ( pirose ), erroneamente atribuída pelos paciente como uma simples “gastrite”.Muitos pacientes referem apresentar regurgitação ácida principalmente após as alimentações e no período noturno.
É muito comum os pacientes referirem manifestações inespecíficas como má digestão, sensação de plenitude após as alimentações, eructações freqüentes ( arrotos ), regurgitações (volta de liquido ou alimento ingerido) e até mesmo dor em região epigástrica ( estômago ) ou retroesternal (atrás do osso do peito).

Estas manifestações com o passar do tempo podem ocasionar lesões no esôfago, que é chamada de Esofagite de Refluxo. Isto é ocorre devido ao revestimento interno do esôfago ser mais sensível ao ácido clorídrico que o revestimento do estômago. O diagnóstico é feito pela história clínica do paciente e um exame complementar. O mais utilizado é a endoscopia digestiva alta por permitir a visualização das lesões no esôfago e a realização de biopsias. Em alguns casos, pode ser necessário recorrer a outros exames como Ph-metria, manometria ou RX contrastado do esôfago para complementar o diagnóstico.

O tratamento visa aliviar os sintomas, cicatrizar as lesões e prevenir as recidivas. Geralmente em pacientes jovens realiza-se um teste terapêutico com anti-ácidos e bloqueadores da produção de ácido, além da orientação dietética e emagrecimento se for o caso. A realização de endoscopia, nestes pacientes, fica a critério do médico, ao contrário dos pacientes acima de 40 anos onde o exame é indispensável para afastar outras doenças. Quando não há sucesso no tratamento com medicamentos, deve-se avaliar a opção cirúrgica de correção da doença, ou seja, realização de uma válvula anti-refluxo realizada por vídeo-laparoscopia. Muitos pacientes apresentam Hérnia de Hiato que é uma “frouxidão” da musculatura do diafragma ( Foto ) que permite com que parte do estômago suba em direção ao mediastino (tórax) piorando muitas vezes o refluxo. O tratamento da hérnia de hiato também é cirúrgico por vídeo-laparoscopia e sempre associado a realização da válvula anti-refluxo.

Nesses casos, é possível que a pessoa tenha a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), como é definida pela Federação Brasileira de Gastroenterologia. "A azia é sintoma da doença do refluxo").
Dor, desconforto ou dificuldade de digestão configuram o quadro clínico de quem sofre de dispepsia, que inclui ainda:

Sensação de estômago cheio logo no início das refeições.

Dificuldade de digestão e impressaõ de que o alimento passa muito tempo no estômago.

Sensação de estufamento.

Náuseas.
A dispepsia é um problema bastante comum que atinge entre 30 e 40% da população. Os sintomas podem ser confundidos com os da gastrite. Em geral, acontece devido a movimentos de contração do estômago e do início do intestino ou mesmo pela sensibilidade alterada do estômago de algumas pessoas. Por incrível que pareça, apenas um quarto dos pacientes com dispepsia procura atendimento médico. O que significa que três quartos desse total se submetem ao desconforto digestivo

Uma leve azia, que vai se tornando freqüente e mais intensa e você se vê obrigado a ir ao médico. Um dos possíveis diagnósticos é a gastrite, que é "um processo inflamatório do tecido que reveste o estômago internamente, a mucosa."
Sintomas
"Quem sofre de gastrite, de um modo geral, pode apresentar queimação na altura do estômago, porção superior do abdome. A sensação de pirose (termo médico para queimação), pode se estender até o esôfago, na altura do esterno (osso localizado no meio do peito)".

Além das dores e queimação, estão entre os sintomas dae alguns casos de gastrite soluços, eruptações (arrotos), perda de apetite, náuseas, sensação de estômago cheio e vômitos. Nas formas mais graves, podem ocorrer hemorragias
Fonte: Vida e Saude
PS. Não a automedicação. Qualquer sintoma sempre consultar um especialista médico.

Papo de gordo...

Papo de gordo...
Dieta

Jô Soares
No princípio eram as trevas. Aí Deus criou o couvert. Depois do couvert vieram as entradas, depois das entradas, o pernil. Depois do pernil veio a farofa, a maionese e o feijão tropeiro, além da cerveja, é claro, bem gelada, que não podia faltar. Deus achou tudo aquilo muito bom, mas achava que faltava um doce. Aí apareceu o quindim, depois do quindim veio o café. O café e um licor. E a conta.
A gordura é a desgraça do mundo moderno. Vendo que estava engordando, tomei uma coca-cola e uma decisão drástica: vou comer menos. E para mostrar que não estava brincando entrei imediatamente num Mc Donald's e pedi um Big Mac sem cebola. Começou aí o meu regime. Sim, pois o primeiro passo para quem decide começar uma dieta é, antes de mais nada, escolher entre os milhares de métodos de regimes à disposição.
Logo eu que gosto de tudo... que como tudo... Como até aquele queijo do Mc Donald's que é feito do mesmo material da caixinha em que vem o sanduíche. Mas vamos às dietas.
Tem a dieta do Amir Klink; onze meses na Antártida. Esta dieta tem um problema: além de emagrecer, causa espinha no rosto, e faz cabelos aparecerem nas mãos. Segundo alguns até pode levar à cegueira.
Tem ainda a famosa dieta do Abacaxi, na qual você só pode comer um abacaxi por dia durante uma semana. Na segunda feira de manhã te dão sete abacaxis, mas não dão a faca. É tiro e queda! O gordo vive eternamente revoltado com a natureza. Por que só a cerveja dá barriga? Por que alface não dá barriga? Por que agrião não dá celulite? Está tudo errado no mundo, menos o pastel do Álvaro's.
O primeiro sentimento de quem começa uma dieta é o de revolta. A vida passa a ser igual comida de hospital - não tem graça nenhuma. Dá vontade de acabar com tudo, a começar pelo que tem na geladeira, continuando a fúria devastadora de Gengis Khan até a loja de doces que colocaram na esquina só pra te sacanear.
O emagreando (ou regimando), é um indivíduo macambúzio, triste e cabisbaixo. Para ele nada faz sentido, só uma empadinha. A balança, depois da roleta do ônibus, é a sua maior inimiga. No geral, todas as dietas seguem o mesmo princípio: nada que é gostoso pode! E o pior são os médicos de dieta querendo convencer você das delícias do chuchu, do sabor da cenoura, que um tomate no lanche substitui um Big Bob e que o chá de camomila relaxa mais que um chopp.
Só quem ganha com os regimes são os médicos de dieta, que devem gastar todo o dinheiro em banquetes monumentais, em porres homéricos nos congressos que eles organizam só pra contar piada e zombar dos pacientes que eles deixaram suspirando na frente de uma folha de alface.
Mas como você não consegue emagrecer, o jeito é ir para um Spa. Alguns indivíduos têm de ser trancados em jaulas para agüentar a rotina do Spa. Num Spa um irmão esfaqueia o outro por causa de uma bomba de chocolate, o marido estrangula a esposa por um cream-cracker. Fugitivos destes campos de alimentação, quando conseguem escapar dos cães farejadores de comida, andam quilômetros para buscar refúgio na padaria mais próxima. Quando voltam para casa, vários quilos mais magros, cheios de rugas e cicatrizes, trazem a marca de quem escapou vivo do inferno e mais tarde, nas noites frias de inverno, contam para seus netinhos como pagaram uma fortuna por um cheese-burguer sem catchup!
Comida pra ser boa tem que fazer mal, dar dor de barriga: mocotó, feijoada, leitão à pururuca, rabada, xinxim de galinha, vatapá, caruru, bobó, barreado, virado à paulista, baconzitos, cheesitos, doritos, pizza, batata frita de latinha, cheeseeggtudoburguer com molho e sem alface, bacalhau à zé do pipo, salame, salchichão e, é claro, o porco como um todo!!!!!
Isso sim é que é comida de verdade! Comida só funciona com culpa. E tem mais: se a gula é um pecado, o inferno deve ser ótimo pra fazer churrasco.
Ninguém no sábado depois do almoço bate na barriga satisfeito e vai puxar um ronco depois de comer uma salada. Ninguém convida um amigo: 'vai sábado lá em casa que vai ter alfaçada'.
É mais fácil perder um amigo se você fizer um convite desses do que os 30 quilos que estão sobrando!

110 DICAS PARA VOCÊ EMAGRECER COM SAÚDE


Nao assista televisão deitado ou comendo. Evite alimentação automática - comer sem necessidade , só porque os outros estão comendo ou porque está no horário. Só coma se sentir fome.

Identifique os fatores que o levam a comer em excesso.

Procure pesar em intervalos regulares.

Siga um esquema alimentar previamente definido.

Só faça compras no supermercado depois de se alimentar.

Mantenha os alimentos que engorda fora de sua visão e, de preferência ,fora de seu alcance, principalmente na hora de seu almoço ou jantar. Mantenha visíveis os alimentos mais saudáveis.

Não leva as travessas com comida à mesa.

Levante-se da mesa após terminar a refeição.

Evite aprender receitas de novos pratos ricos em calorias.

Evite toda e qualquer bebida alcoólica, principalmente acompanhada de tira-gostos gordurosos, além do que a mesma abre o apetite fazendo com que se coma mais do que o necessário.

Evite doces de qualquer natureza, principalmente refrigerantes.

Evite toda e qualquer comida de origem animal, normalmente possui muita gordura saturada.

Procure alternativas para compromissos sociais que o levem a comer e beber ( por exemplo, ao invés de convidar seu amigo para beber cerveja , chame para uma caminhada.

Desenvolva técnicas para evitar exageros quando comer fora de casa. Quando for a um churrasco ,coma bastante salada e pouca carne. Troque a cerveja pelo refrigerante dietético , etc.

Prepare com antecedência para eventos sociais , como festas e viagens. Tente planejar sua alimentação . Planejar com antecedência para situações de alto risco. Por exemplo: Se vai a uma festa de casamento, tente planejar antes o que vai comer e beber.

Lembre-se sempre de todos os benefícios do exercício físico , que não se limitam ao gasto de calorias.

Pratique atividades físicas informais. Alguns macetes ajudam: por exemplo: parar o carro em uma vaga mais distante, evitar uso de controles remotos e usar mais as escadas , ao invés de elevadores e escadas rolantes.

Conheça o gasto calórico de cada exercício.

Conheça bem as diferentes causas da obesidade.

Diferencie fome de gula.

Procure resistir aos desejos que o levem a consumir calorias em excesso.

Estabeleça objetivos realistas para o seu emagrecimento. Evite a pressa. Analise há quanto tempo da sua vida você carrega os "quilinhos"a mais. Não tenha pressa em se livrar deles – eles já fazem parte da sua vida. De mais a mais , toda mudança de peso deve ser lenta e contínua. Como já diziam as avós de nossas avós, devagar e sempre.

Não persiga metas impossíveis . O peso ideal é aquele que você consegue atingir e manter , de forma saudável e sem passar fome. Evite dietas de qualquer tipo, inclusive as da moda pois quem as vendem são vendedores de ilusões .

Quando exagerar nas calorias ingeridas, principalmente nos finais de semana, na segunda-feira faça refeições leves ou tome somente sopas de legumes. Caso tenha comido um bom churrasco e tomado muita cerveja, faça um jejum tomando apenas sucos naturais.

Não aceite pressões para que coma mais do que o planejado.

Conheça as calorias dos principais alimentos, principalmente aqueles básicos do seu dia-a-dia. Assim poderá fazer sempre a opção por aqueles menos calóricos . OBS: Faça sempre a troca dos mais pelos menos calóricos na hora de sua refeição . OBS: Este é o grande trunfo para mudança nos hábitos alimentares e emagrecer de maneira natural e com saúde.( você não deixa de comer, apenas substitui os alimentos calóricos pelos menos calóricos.)

Não fique longos períodos sem alimentar-se , pois pode exagerar na próxima refeição.

Conheça o teor dos carboidratos , gorduras e proteínas de cada alimentos.

Procure ingerir carboidratos em todas as refeições, evitando o açúcar refinado. Lembre-se as frutas e sucos naturais já possuem o açúcar suficiente para organismo.

Evite ingerir gorduras, principalmente saturadas. Dê preferência para as mono e polinsaturadas

Torne apetitosa a alimentação, mesmo com poucas calorias. Alimente quando estiver realmente com fome, pois assim apreciará e gostará do prato escolhido mesmo com poucas calorias. OBS. Quando a pessoa não está com fome, a tendência é de comer sempre o que gosta, ao invés do que é necessário para matar a fome. Faça sempre a pergunta. Quero comer porque estou com apetite ou realmente estou com fome?

Aumente a quantidade de fibras na sua alimentação, ingerindo bastante verduras, legumes e frutas, pois as fibras regularizam o intestino e fazem uma limpeza geral no mesmo.

Não beba nenhuma bebida, inclusive água durante as refeições. Exceção vinho tinto seco.

Coma devagar e mastigue bem a comida, pois a mensagem de saciedade demora 10 minutos para chegar ao cérebro e nas pessoas com excesso de peso este tempo ainda é maior. Comendo depressa irá comer mais do que o necessário e assim irá engordar com certeza.

Os nutricionistas afirmam que, se você come algo quando a sua taxa de glicose (açúcar) está alta, porque acabou de almoçar , por exemplo , essa beliscada certamente vai virar gordura. Eles aconselham que após um lanche você espere pelo menos duas horas para pôr qualquer coisa na boca. E depois de uma bela refeição , aguarde cerca de cinco horas.

Lembre-se sempre que o seu objetivo principal é a mudança dos hábitos alimentares. Os antigos hábitos contribuíram para fazê-lo engordar ao passo que os novos hábitos farão com que permaneça magro e com saúde durante toda a sua vida.

Nunca coma doce pela manhã , pois o consumo de açúcar aumenta a insulina no sangue , o que dá mais fome durante o dia.

Quem deve lembrar a você de comer é o seu estômago, e não você ou o horário. Ele sabe fazer um verdadeiro escândalo na hora certa. Portanto não se preocupe em achar que não vai saber ouvi-lo. Para que toda e qualquer iniciativa dê certo aprenda a diferenciar fome de apetite. Portanto se estiver na hora do almoço e você não estiver com fome, não coma. Procure obedecer sempre o seu estômago para comer.

A sensação de fome significa : "gastei tudo o que comi. Ou me alimento agora ou vou tirar da reserva" , se retardar essa sensação por 15 minutos tomando 2 copos de água você estará tirando a gordura da reserva e transformando em energia, portanto irá emagrecer. Na fome você não escolhe ou seleciona os alimentos, qualquer um serve. Quando você se sentir assim, significa que está na hora de comer .OBS: Você não é obrigado a fazer todas a refeições: Só coma se estiver com fome.

Esqueça o elevador ou as escadas rolantes. Use escadas normais.

Salsão é diurético e fica ótimo na sopa de legumes.

Evite líquidos às refeições . O estômago dilata, come-se pouco e dá fome.

No restaurante , dispense o couvert. Cenoura , erva-doce e pepino em tiras substituem muito bem.

Coma uma fruta cerca de 40 minutos antes da refeição , a sensação de saciedade evita que se coma vorazmente depois, mas fuja das mais gordurosas , como abacate.

Prefira refrigerantes diets, água e limonada.

Mastigue cada porção pelo menos 20 vezes, o ato de ingerir um alimento deve ser consciente.

Evite tomar café à noite . A cafeína é estimulante e dificulta o sono, facilitando os ataques noturnos à geladeira.

Se você é fã de hambúrguer , invista nos de frango ou peru.

Para evitar o hábito de beliscar , não armazene em casa biscoitos , bolos, doces e chocolates. OBS. Se não tiver não come. Lembre-se disso.

Aceite que está gorda(o) e que vai mudar essa situação.

Depois de engolir cada porção, coloque o garfo na mesa e faça uma pausa antes de reabastecer de um novo bocado.

Tenha sempre à mão cenoura crua pequena ou picada para os intervalos das refeições.

Prefira carboidratos "bonzinhos" como lentilha, feijão, soja, trigo e arroz integral, pois estes estimulam menos o pâncreas e não levam a insulina a níveis elevados.

Não pense no peso ideal e sim no piso viável , aquele clinicamente saudável que a deixe bonita e seja possível manter . Respeite seu tipo físico.

Não tenha pressa para emagrecer, você ficará ansiosa , e com a sensação de que sua alimentação não está dando certo e daí para desistir é um pulo. Não tenha pressa , tenha persistência para mudar seus hábitos alimentares.

Estabeleça metas realistas e viáveis. Por exemplo, começar a caminhar dez minutos todos os dias.esta semana. Certamente será capaz de cumpri-la e depois poderá aumentar o tempo.Proposta do tipo " Vou correr 10 quilômetros por dia", se você é sedentária , são descabidas e frustram Gratifique-se a cada meta conquistada.

Nas extravagâncias como festas, casamentos, aniversários, churrascos, batizados, etc...Não se preocupe: coma normalmente, sem compulsão, mais dentro de sua vontade. Tenha consciência de que quanto maior for ao mistura de alimentos ou a quantidade, maior será o tempo de digestão. Lembrando que a sensação de fome significa: "Gastei tudo que comi. Ou você come agora ou "vai tirar de reserva". Terminada a extravagância, interrompa a sua alimentação e espere a fome chegar. Se a sensação de fome significa que o organismo gastou tudo que foi ingerido, quer dizer que não houve estocagem de gordura. A energia resultante da sua extravagância será utilizada enquanto durar o período de jejum. O importante é esperar a fome vir. Se comer antes, a taxa de glicose aumentará e a energia circulante (dos alimentos = calorias) será imediatamente estocada. Neste caso seu peso vai aumentar.

É mais fácil emagrecer quando a família toda está envolvida no processo, porque para conseguir o peso ideal a mudança dos hábitos alimentares é essencial. Se você convive com a maioria de pessoas gordas e com maus hábitos alimentares , dificilmente conseguirá fazer uma alimentação balanceada e saudável. ( a comida sempre seguirá a tendência da maioria ou seja será gordurosa e os doces predominaram como sobremesa.) OBS: " O HÁBITO FAZ O MONGE."

Um bom truque para emagrecer é tomar um copo d’água na hora em que fome surgir e esperar 15 minutos para se alimentar. Durante este período , a energia necessária para o metabolismo é retirada das reservas( emagrecimento.)

Durante as refeições , evite tomar água, pois o líquido dilui os sucos gástricos e aumenta o tempo de digestão.

Não pule as refeições achando que vai emagrecer mais rápido. Uma refeição pode ser dispensada se não houver fome, mas não deve ser compensada na próxima alimentação.

Excesso de frutas: Fruta é açúcar simples, energia de emergência, absorvida rapidamente. Quando exageramos nas quantidades, é o mesmo que estar comendo chocolate, portanto excesso de frutas pode engordar.

Você deve emagrecer por sua saúde, sua beleza, sua vontade. Não para agradar quem quer que seja. Desenvolva uma motivação interna.

Em vez de óleo de soja, prefira azeite de oliva, girassol ou canola.

Caminha no mínimo 30 minutos pelos menos três vezes por semana.

Pratique um esporte qualquer.

Saia para dançar com os amigos.

Procure temperar os pratos com ervas frescas, como alecrim, salsinha, azeite de oliva e manjericão.

Prefira alimentação rica em fibras. Elas são importantes para o bom funcionamento dos intestinos.

Cuidado com alimentos dietéticos . Eles não podem ser consumidos á vontade. Dê preferência sempre que puder , a alimentos naturais não gordurosos.

À note , prefira sopa em vez de jantar.

A melhor opção para refeições intermediárias são frutas.

O teor de açúcares nas frutas secas é maior que nas frescas. São saudáveis , mas engordam se consumidas em excesso.

Comece as refeições com uma salada, para ir com menos fome ao prato principal.

Dê preferência a restaurantes por quilo, onde você controla a quantidade e o tipo de comida. Mas não se deixe seduzir pela variedade comendo muito.

Entre um doce e uma fruta, o segundo é sempre melhor para sua alimentação e saúde..Fique com uma maçã em vez de um quindim.

Nada mais chato que a rotina. No processo de emagrecimento, varie o cardápio. Ficar comendo a mesma coisa diariamente pode dar desejo de fugir da alimentação saudável.

Geralmente a fome noturna ataca quem não come bem durante o dia. Veja se este é seu caso e alimente-se melhor e mais saudável. Antes de deitar tome um copo de leite desnatado com aveia, pois assim terá um sono tranqüilo.

Não continue na mesa depois da refeição. Melhor conversar na sala, sem tentações à vista.

Não é bom comer lendo ou assistindo à televisão. OBS: Assistir muito televisão é uma das maiores causas da obesidade. Pense nisso e mude seus hábitos.

Troque os refrigerantes por sucos naturais leves ( de melancia, abacaxi, maracujá e uva.)

Se possível , substitua cereais refinados por cereais integrais, que são ricos em fibras.

Pizza pode de vez em quando, mas de massa fina e só um pedaço. As de berinjela, escarola, palmito ou rúcula são as menos calóricas . Quatro queijos , calabresa e portuguesa nem pensar.

Só faça supermercado depois de se alimentar.

Para quem já está emagrecendo , a água de coco é uma boa pedida , pois ajuda a repor o potássio, importante para o sistema muscular.

Restrinja ou corte totalmente a ingestão de alimentos enlatados , embutidos, frios, queijos fortes, temperos prontos e salgadinhos, pois dificultam a eliminação de líquidos do corpo e causam inchaço.

Se for comer uma massa, prefira o molho de tomate simples. E acrescente folhinhas de manjericão.

Se o seu maior prazer é comer, vale tudo para mudar a situação. Viaje, vá ao teatro, ao cinema, busque a ajuda de um terapeuta.

Pule corda com os sobrinhos no fim de semana. Depois de 10 minutos, você já está queimando calorias.

Envolva toda a família na busca de uma alimentação saudável, pois assim fica bem mais fácil manter o peso ideal .

Evite doces sempre. Se a vontade for muito forte, apele para os iorgurtes naturais com adoçantes, gelatina diets ou até mesmo uma fruta.

Apanhe as coisas no chão, flexionando os joelhos e mantendo a espinha ereta.

Sucos de abacaxi e melancia são deliciosos e diuréticos.

Às vezes , nossa fome não é de alimento e sim de afeto. Vale a pena pensar nisso.

Procure fazer bicicleta um dia, correr no outro, fazer uma aula de aeróbica no outro. A variação vai motivá-la a continuar sua atividade física essencial para emagrecer juntamente com uma alimentação saudável.

Evite ovos , pois possuem muitas calorias.

Coma as frutas com bagaço( principalmente laranja, maçã). Contém fibras que ajudam a saciar a fome e melhorar o funcionamento do intestino.

Sugestão para o churrasco de domingo: coloque cebola, pimentão e tomate no espeto. Tempere com e sal e grelhe.

Legumes e verduras são chaves para a administração do emagrecimento. Podem ser consumidos à vontade , pois têm poucas calorias e devido as fibras transmite rapidamente saciedade ao organismo.

Lembre-se sempre as vantagens que o emagrecimento vai trazer. Você vai poder comprar roupas de numeração menor, vai subir escada sem se cansar, além da auto estima elevada.

Evite bebidas alcoólicas. Caso não resista , prefira o vinho tinto seco. Além de poucas calorias, tomando moderadamente , faz bem à saúde.

Lembre-se o pão torrado só perde água. A água não tem valor calórico, portanto torradas têm o mesmo valor calórico do pão fresco. Essa regra vale também para os biscoitos água e sal.

Aventure-se . Em vez de caminhar pelas mesmas ruas, mude seu roteiro e caminhe em outros lugares.

Antes de ir a uma festa , tome um suco ou coma uma fruta.

Numa festa , faça do encontro com os amigos a alegria da noite. Aproveite para conversar e dançar.

Não relaxe depois de chegar ao peso desejado. Boa forma exige dedicação sempre.

FESTAS: Não saia de casa de estômago vazio.

Tome uma sopa, ou coma uma salada para não chegar com fome e atacar os salgadinhos calóricos que normalmente toda festa tem.

SUPERMERCADOS: Não vá com fome. O impulso de comprar "bobagens" dispensáveis e mais calóricos é inevitável

Se você está acima do peso, é porque você come como gente gorda.Se quer emagrecer deve comer como gente magra

Aviso: Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda do uso das informações acessadas através do Site do Exgordo, que tem por objetivo a informação de assuntos na área da saúde e emagrecimento Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença. Consulte sempre um especialista de sua confiança.
FONTE; Blog Ex gordo