8.14.2018

Alckmin não conseguia passar de um dígito nas pesquisas". Mas a Globo apoia o Alckmin do PSDB

Bolsonaro ou Alckmin? Quem enfrentará o PT? Elite está dividida, mas a  Globo vê a melhor saída para salvar sua pele a eleição do Santo(Alckmin). 

:

De acordo com o jornalista, "não havia um tucano confiável e competitivo para assumir esse papel do Fora PT, já que Geraldo Alckmin não conseguia passar de um dígito nas pesquisas". "Foi neste vazio que Bolsonaro avançou, e se manteve em segundo lugar nas pesquisas, quando Lula ainda não tinha sido condenado e fazia suas caravanas pelo país" 

O presidente do TRF 4 ou o diretor geral da PF estão mentindo. Haverá esclarecimento ou a vergonha prevalecerá?


Thompson Flores, presidente do TRF 4
O presidente do TRF4), Thompson Flores, chamou, indiretamente, de mentiroso o diretor geral da PF Rogério Galloro.Thompson Flores, presidente do TRF 4O presidente do TRF4), Thompson Flores, chamou, indiretamente, de mentiroso o diretor geral da PF Rogério Galloro.
Em nota oficial, Thompson declarou que não houve pressão para a Polícia Federal manter Lula preso após o despacho do plantonista da 8ª Turma, desembargador Rogério Favreto, na famosa manhã de 8 de julho.
Favreto, como se sabe, havia concedido um habeas corpus no processo em que Lula foi condenado na Lava Jato a 12 anos e um mês de prisão.
Flores admite que antecipou o despacho. Mas alega que “informou à autoridade competente que despacharia nos minutos subsequentes, sem, em momento algum, dar alguma ordem por telefone”.
Galloro relatou em entrevista os bastidores daquele domingo caótico e vexaminoso.
Deu nome aos bois:
Diante das divergências, decidimos fazer a nossa interpretação. Concluímos que iríamos cumprir a decisão do plantonista do TRF-4. Falei para o ministro Raul Jungmann (Segurança Pública): ‘Ministro, nós vamos soltar’. Em seguida, a (procuradora-geral da República) Raquel Dodge me ligou e disse que estava protocolando no STJ (Superior Tribunal de Justiça) contra a soltura. ‘E agora?’ Depois foi o (presidente do TRF-4) Thompson (Flores) quem nos ligou. ‘Eu estou determinando, não soltem’. O telefonema dele veio antes de expirar uma hora. Valeu o telefonema.
Rogério Galloro
Em sua defesa, Thompson argumenta que “observou o sistema legal pátrio, bem como o direito constitucional do devido processo legal”. Tudo em nome da lei.
Um dos dois está falando pela metade.
O juiz Louis Brandeis, primeiro judeu americano na Suprema Corte dos EUA, é autor de um clássico sobre a violência do Estado.
Foi no julgamento de um vendedor de bebidas grampeado sem autorização judicial durante a Lei Seca, no final dos anos 20, como lembra meu amigo Clayton Netz.
”Os maiores perigos para a Liberdade escondem-se traiçoeiramente nos ataques feitos por homens zelosos, bem-intencionados, mas sem compreensão. Declarar na administração da lei criminal que os fins justificam os meios, afirmar que o governo pode cometer crimes para garantir a condenação de um determinado criminoso, poderia provocar terríveis consequências.”
A Lava Jato é a versão bêbada da Lei Seca.

LULA NO NEW YORK TIMES: EU QUERO DEMOCRACIA, NÃO IMPUNIDADE

GLEISI: LULA ESTARÁ NA URNA EM 7 DE OUTUBRO

8.13.2018

Chapa perfeita.

EM CARTA, LULA REAFIRMA CANDIDATURA E DIZ QUE FALARÁ PELAS VOZES DE HADDAD E MANUELA


O ex-presidente Lula reafirmou, em carta, que é candidato à Presidência da República e que falará à população pelas vozes do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e da deputada estadual Manuela D'Ávila (PCdoB) enquanto permanecer preso; "Sou candidato sim à Presidência da República", diz Lula na carta; "Acharam que me isolando aqui me calariam, mas eu falarei pela voz do companheiro Fernando Haddad e da companheira Manuela D'Ávila, que irão viajar o Brasil dizendo o que estamos propondo para consertar tudo que o golpe desarrumou neste país", assegurou; Lula, que está preso em provas em Curitiba, segue liderando todas as pesquisas de intenção de voto
Pedro Fonseca, Reuters - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reafirmou a candidatura dele à Presidência da República em carta, divulgada nesta segunda-feira, e disse que falará à população pelas vozes do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e da deputada estadual Manuela D'Ávila 
"Sou candidato sim à Presidência da República", disse Lula em carta a um radialista do Ceará divulgada no site oficial do ex-presidente, afirmando que está preso "sem provas" e com o único motivo de tirá-lo das eleições presidenciais.
"Acharam que me isolando aqui me calariam, mas eu falarei pela voz do companheiro Fernando Haddad e da companheira Manuela D'Ávila, que irão viajar o Brasil dizendo o que estamos propondo para consertar tudo que o golpe desarrumou neste país", acrescentou.
Apesar de estar preso desde abril por condenação em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá (SP), Lula terá sua candidatura presidencial registrada pelo PT nesta semana, com Haddad como vice.
Manuela, por sua vez, assumirá a vaga de candidata a vice na chapa presidencial quando a situação jurídica de Lula se resolver, como parte de acordo fechado entre PT e PCdoB. Haddad deve ficar com a cabeça de chapa se Lula for barrado da disputa eleitoral devido à Lei da Ficha Limpa.
Lula, que nega quaisquer irregularidades, afirma ser alvo de uma perseguição política montada por setores do Ministério Público, da imprensa, da Polícia Federal e do Judiciário para impedi-lo de ser novamente candidato.
O ex-presidente lidera as pesquisas de intenção de voto nos cenários em que é incluído como candidato.

8.12.2018

Para manter o presidente Lula sequestrado João Pedro Gebran Neto burlou a lei.