1.02.2014

Cromo: encontrado nos legumes, ele melhora a tolerância à glicose


Mineral pode influenciar também no metabolismo proteico, promovendo estímulo da captação de aminoácidos e aumentando a síntese proteica


Por Rio de Janeiro

O cromo é um mineral-traço essencial que participa ativamente do metabolismo de carboidratos, principalmente co-atuando com a insulina, melhorando a tolerância à glicose. Contudo, por agir estimulando a sensibilidade à insulina, o cromo pode influenciar também no metabolismo proteico, promovendo maior estímulo da captação de aminoácidos e aumentando a síntese proteica.
Vegetais legumes euatleta (Foto: Getty Images)Cromo é um mineral que pode ser encontrado nos vetegais e leguminosas (Foto: Agência Getty Images)
O cromo parece inibir a enzima hepática hidroximetilglutaril-CoA-redutase, diminuindo a concentração plasmática de colesterol. Também é atribuído ao cromo um efeito lipolítico que, somado a seus possíveis efeitos anabólicos, estimula principalmente os praticantes de atividade física ao uso do cromo como suplemento na dieta para obtenção de efeitos desejáveis sobre a composição corporal.
Pode ser eliminado pela urina em consequência da prática de exercício e uma dieta sobrecarregada com açúcares simples. Entretanto suas necessidades nutricionais são facilmente alcançadas através da alimentação.
FONTES ALIMENTARES: oleaginosas, aspargo, cerveja, cogumelo, ameixa, cereais integrais, carnes, vísceras, leguminosas e vegetais.
RECOMENDAÇÕES: A ingestão diária e segura de cromo em adultos está estimada entre 50 e 200µg/dia. Recente publicação das novas ingestões dietéticas de referência (DRI) trouxe um valor de ingestão adequada (AI) para este mineral de 25µg/dia para mulheres e 35µg/dia homens adultos.
No meio esportivo é muito utilizado a suplementação do picolinato de cromo para redução da gordura corporal ou para potencializar o ganho de massa muscular, entretanto não existem evidências científicas para concluir que a suplementação com cromo altere significativamente a composição corporal.
A suplementação com cromo, possivelmente, atua como um fator adicional ao exercício físico na melhora dos quadros de resistência à insulina. Os estudos científicos realizados com cromo têm sido contraditórios, muitos mal planejados e apresentando falhas metodológicas. As pesquisas mais recentes constataram que tomar picolinato de cromo não trouxe vantagens para melhora da composição corporal. Mais estudos devem ser realizados.
Cris Perroni (Foto: GE)

2 comentários:

Malu Silva disse...

Que neste novo ano possamos continuar partilhando ideias e sentimentos de PAZ e FRATERNIDADE!!!
Um abraço e um ano novo cheio de realizações, meu amigo!!!

Antonio Brandão disse...

Queridíssima Malu muito obrigado. Eu que agradeço por poder fazer parte da legião de amigos que curtem as suas páginas na internet de muito amor, sabedoria, carinho e fraternidade.
É uma bênção de Deus poder compartilhar da sua amizade. Feliz 2014 com muita saúde