11.12.2016

Esse dinheiro (R$ 1 milhão) não me pertence, ele apareceu naminha conta só para me prejudicar.

OAB cobra Temer sobre cheque da “propina” e pode apoiar cassação

A Ordem dos Advogados do Brasil já sinaliza que pode apoiar a queda de Michel Temer, que enfrenta ação de cassação no Tribunal Superior Eleitoral; "É absolutamente necessário e urgente o esclarecimento a respeito do repasse de R$ 1 milhão para a campanha que elegeu a chapa Dilma-Temer em 2014. A sociedade precisa saber se esses recursos são legítimos ou fruto de propina. Outro ponto que precisa ser esclarecido é sobre qual conta foi usada para receber o dinheiro", diz nota assinada pelo presidente da entidade, Claudio Lamachia; na ação do TSE, o delator Otávio Azevedo, da Andrade Gutierrez, havia dito que deu R$ 1 milhão ao PT como "propina", e não como doação espontânea; a campanha da presidente Dilma Rousseff, no entanto, apontou que o cheque foi nominal a Temer; ou seja: se foi propina, como disse o delator, ela beneficiou o atual presidente

2 comentários:

Antonio Celso da Costa Brandão Brandão disse...

O cheque está nominal ao Michel Temer.

Antonio Celso da Costa Brandão Brandão disse...

Propina com cheque nominal. Certeza da impunidade.